Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Julho/2019 A ciência na era da pós-verdade

Redação corrigida 600

A ciência é uma instituição legítima

Inconsistente Erro Correção

Rene René Descartes e Galileu Galilei são duas figuras ícones icônicas (ou dois ícones) da ciência. Esses pensadores produziram um tipo de conhecimento fundamentado no uso da razão e da experimentação. Desde o século XV XVII, a credibilidade da ciência tem sido legítima. Apenas o conhecimento religioso e o conhecimento filosófico intentam questionar os vieses científicos, no entanto, sem êxito. Diante dessa perspectiva, cabe avaliar os fatores que favorecem esse quadro, além do papel social da ciência na atualidade.

Deve-se, pontuar Deve-se pontuar, de início, que a construção histórica da ciência, enquanto instituição social do saber e do conhecimento, não se baseia no senso comum e muito menos no conhecimento religioso: bíblico ou encantado. Max Weber traçou o perfil sociológico da ciência: instituição da racionalidade e do cálculo, da experimentação e da exatidão. Característico do mundo ocidental, a ciência tem legitimidade e credibilidade, desse modo, os que acreditam e constroem essa instituição não hesitam e defendê-la.

Embora o conhecimento científico seja questionável e refutável, os discursos e métodos da ciência não deixam de ser válidos e cumprem uma função social de explicação e compreensão em suas épocas vigentes. Michel Foucault afirma que os discursos científicos produzem verdades, mas não são verdades absolutas, inquestionáveis. Elas são reflexões e técnicas, métodos e experiências, creditadas e aceitas socialmente.

Sendo, assim, Sendo assim é indispensável reforçar a legitimidade da ciência e sua contribuição para a sociedade: a produção de remédios, a produção de tecnologias, a construção de ideias políticas, os avanços no sistema de longevidade longevidade, entre outros, apenas reverbera reverberam a importância dessa instituição, na história, e cumpre cumprem uma função social, hoje em dia, de facilitar a vida das pessoas na sociedade.

Comentário geral

Texto razoável e bem escrito, que deixa a desejar pela redundância e por apenas tangenciar o tema proposto.

Competências

  • 1) No geral, o autor escreve bem, com poucos erros de gramática. No entanto, há ambiguidade, subjetividade e inadequação no vocabulário dos trechos em vermelho, cujo significado exato o leitor não consegue precisar. O autor insiste desde o começo que a ciência tem "legitimidade", que sua "credibilidade" tem sido "legítima". São afirmações que têm mais de julgamento de valor do que de fato. A questão não é a ciência ter esses valores, mas por que ela os tem. Só no último parágrafo o autor apresenta alguns fatos que comprovam sua afirmação.
  • 2) O autor faz uma defesa da ciência, apenas tangenciando o tema proposto, pois não leva em conta os questionamentos que têm sido feitos à ciência atualmente, os quais, sejam válidos ou não, são o núcleo da proposta de redação.
  • 3) Como já se viu na questão da linguagem, a argumentação é opinativa/valorativa e, principalmente, redundante, afirmando e reafirmando a legitimidade e a credibilidade da ciência. O importante seria mostrar como essa credibilidade serve para desacreditar os questionamentos que lhe são feitos.
  • 4) A coesão do texto deixa a desejar. Destaque-se como confusa a última frase em vermelho no primeiro parágrafo em que os pronomes demonstrativos não deixam entender qual é a perspectiva e qual o quadro. Igualmente, a separação por vírgulas da expressão "sendo assim" denota pouca familiarridade com os recursos linguísticos coesivos.
  • 5) A sugestão de "reforçar a legitimidade" da ciência é bastante vaga e, de resto, o parágrafo tem pouco de conclusivo. Na verdade, é o que traz mais fatos em defesa da tese do autor.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 120
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 120
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 120
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 120
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 120
Nota final 600

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.