Topo

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Dezembro/2018 Epidemia alimentar: sobrepeso e obesidade

Redação corrigida 480

A Epidermia [Epidemia] da Obesidade

Erro Alteração Correção

A Obesidade obesidade é um problema atual no mundo, sabe-se do mundo atual. Sabe-se que essa doença é a segunda maior causa de morte e tem acabado com o alto estima a autoestima de muitas pessoas que sofrem com essa epidermia epidemia.

Hoje em dia existe dia, existem várias opções de alimentos com altas calorias e gorduras e propagandas que atraem o consumidor para ingerir em excesso alimentos industrializados e pobres em proteínas proteínas, trazendo a obesidade e outras causas doenças, como, por exemplo, baixa pressão arterial a hipertensão, a diabete e a depressão, uma depressão. Uma má alimentação pode leva a óbito e causa transtornos para a vida toda. causa transtornos para a vida toda e pode levar a óbito.

Estima-se que 40% da população adulta e 20% das crianças e adolescentes já sofrem com o sobrepeso ou obesidade. "A maior riqueza é a saúde" confirmar afirma o filósofo Waldo, baseado Ralph Waldo Emerson. Baseado nisso, acredita-se que o governo tem que toma atitudes tomar medidas na saúde pública para combate combater a obesidade e evitar mais mortes. Os Estados unidos Unidos e o Brasil é um são uns dos primeiros nas pesquisas feitas pelas universidades a ter o maior consumo de calorias.

Reduzindo Reduzir os produtos industrializados e calóricos na merenda escolar e nos supermercados supermercados, é a medida que o governo deve toma, trazer também tomar, além de criar projetos educativos para ensinar a população a ter uma boa alimentação e colocar no prato das crianças alimentos ricos em proteínas e vitaminas e disponibilizar consultas com nutricionistas e com psicológos psicólogos para direcionar as pessoas que já enfrentam a obesidade a ter o controle sobre o corpo, exercendo essas atividades pode trazer benefícios econômicos e o bem estar da nação.

Comentário geral

Texto fraco, com problemas graves de linguagem e erros crassos até em palavras-chave, como "epidemia", cuja ortografia correta o autor poderia conferir na própria proposta de redação. Destaque-se ainda o uso de grafias incorretas para os verbos no infinitivo. Em termos estruturais, o texto tem caráter expositivo e não argumentativo: não existe uma tese que o autor defenda com argumentos. Há apenas a apresentação de dados sobre o tema e o parágrafo conclusivo se limita a sugerir propostas de intervenção. Quanto ao conteúdo, o autor é superficial e, quando não repete os dados da coletânea, usa mal os dados que ele mesmo traz.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: é melhor ir do problema menos grave para o mais grave, ou seja, da falta de autoestima para a morte, uma vez que não faz sentido falar em autoestima de quem já morreu.

2) Segundo parágrafo: também tem um trecho que incorre no mesmo erro anterior. Além disso, é confuso e repetitivo.

3) Terceiro parágrafo: a) assinalamos em vermelho o uso incorreto de tempos e modos verbais. b) O último dado apresentado não menciona sua fonte.

4) Parágrafo: é um único período, longo demais e termina com a sintaxe truncada no trecho assinalado em vermelho.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 80
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 80
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 120
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 80
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 120
Nota final 480

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.