A escravidão moderna

NOTA 0,0

No Brasil e em outros paises no países do mundo ainda existe a escravidao apesar do indice escravidão. Apesar de o índice brasileiro for baixo Ainda ser baixo, ainda é um problema no pais país. Uma grande maioria dessas pessoas que são escravas não tem sequer escolaridade esse escolaridade. Esse é um fator que gera uma consequencia consequência, devido a alta à grande dificuldade em entrar no mercado de trabalho sem o minimo mínimo de estudo há estudo. Há também pessoas que migram de outros paises países ilegalmente e vão para as zonas rurais brasileiras aonde fica concentrado os "escravos mordenos" onde ficam concentrados os escravos modernos.

Na Amazônia em anos e anos resgatam um numero número consideralmente de escravos em pessimas péssimas condições de higiene é a maioria de 15 a 40 anos. Estudiosos acreditam que a escravidão moderna existe por um fator lucro uma fator. Uma pesquisa feita estima que a escravidão moderna gera o equivalente a quatro das empresas mais lucrativas do mundo.

A maioria é afetado afetada por essa nova escravidão pois governo gasta receitas altas para processar casos de escravidão moderna esse moderna. Esse dinheiro poderia ser investido na educação, saúde, seguranças entre outros. Contratar novos fiscais para a escravidao escravidão moderna e criacriar algo que gera empregos gere empregos, além de dar apoio a vitima da escravidao ja à vítima da escravidão já seria um começo para erradicar esse novo comercio comércio ilegal.

Comentário geral

Texto muito fraco, em que se evidencia a insuficiência do autor em se comunicar por escrito com um mínimo de objetividade e clareza. Pontuação é algo que o autor nitidamente não domina. Mas mesmo em termos de conteúdo, o texto é fraco, expõe mal alguns fatos, equivoca-se em matéria de conceitos, não consegue fazer uma análise adequada da escravidão moderna e muito menos sobre a perenidade da escravidão, que era a proposta. 

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: É um agrupamento de declarações avulsas que, mal introduz o tema, já pretende apontar suas causas, mas de modo confuso. Não se sabe se o autor quer dizer que as pessoas sem estudos se tornam escravas, ou se, por serem escravas, não conseguem estudar. De qualquer modo, antes de chegar a qualquer conclusão o autor já está falando de imigrantes que vão para a zona rural, onde supostamente estaria a maior parte dos escravos modernos brasileiros. De qualquer modo, não há nem fatos nem argumentos que convençam o leitor acerca dessas declarações.

2) Segundo parágrafo: começa de um modo desastroso, mostrando que o autor mal consegue apresentar uma situação temporal de forma precisa. Quanto tempo seriam esses anos e anos. Quando isso teria ocorrido? A frase é a maioria de 15 a 40 anos está jogada, sem conexão sintática com o resto do parágrafo. Há muita empresa que tem lucro e não pratica a escravidão. Esses supostos estudiosos, assim como essa suposta pesquisa deveriam ser apontados de modo mais claro, para que o leitor pudesse ver se essas afirmações foram de fato feitas por quem o autor diz que foram.

3) Terceiro parágrafo: a) acreditar que a escravidão é prejudicial porque faz o governo gastar dinheiro para processá-la (seja lá o que for esse processamento), tirando recursos de outros setores, é terrível. b) Criar cargos de fiscal de escravo moderno é um disparate. O autor não entende que a escravidão é um crime e um caso de polícia. c) A escravidão não é propriamente um comércio ilegal.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 0,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos