A roleta da política atual

NOTA 7,0

Segundo Aristóteles, política é uma ciência que visa a felicidade individual e coletiva do ser humano. Com base nesse pensamento pensamento, podemos afirmar que o objetivo da administração governamental é fazer o bem à população, cumprindo seus deveres perante com a sociedade, além de não adulterar desobedecer as leis.

Analisando o histórico da política no Brasil, vemos que por diversas vezes os governantes não cumpriram com as suas tarefas obrigações, resultando em uma reação do país. Um exemplo a ser usado Um exemplo foi o impeachment do ex-presidente Fernando Collor em 1992, que se deu por conta de denúncias referentes a corrupção. A população teve como conduta ir às ruas protestar contra o governo regente governo em vigor, sucedendo nas investigações e posteriormente a renúncia de Collor sobre a presidência sucedendo-se investigações e um processo que resultou na renúncia de Collor.

Com o passar dos anos, a corrupção no poder legislativo Legislativo se tornou mais frequente. Essa deturpação se compara a uma roleta do Baú da felicidade Felicidade: podemos girar na esperança de cair ganhar mil reais, mas sempre terá haverá aquela opção de perder tudo. Atualmente os cidadãos desacreditam não acreditam que é possível conquistar o prêmio máximo, pois a cada girada, ou seja, em cada eleição, a bruxa do passou a vez tudo se aproxima, ou até mesmo, perdemos tudo na esperança de que aquela pessoa era a melhor solução.

Diante dessa situação situação, nos tornamos uma população desacreditada incrédula. Uma sociedade que que, por não confiar em mais ninguém, não busca mais informações sobre os governantes, e governantes e, consequentemente, se sente frustrada por saber que as ir às ruas, diante de certas situações, não é a solução. Pode haver um por cento que acredita no poder das manifestações, mas os noventa e nove restantes se prenderam na roleta, aceitaram que perdemos tudo para eles, os grandes governantes que não cumprem a política com seus deveres.

Comentário geral

 

Texto bom, bem escrito, com uma quantidade significativa de erros ou deslizes linguísticos e com um problema mais grave de expressão, que é o fato de o autor não ter explicado muito bem a metáfora da roleta do Baú da Felicidade. Aparentemente, o que ele quer dizer é que a eleição é uma espécie de roleta (não necessariamente a do Baú), em que o eleitor pode se dar bem ou se dar mal. Com o histórico da política brasileira, diz o autor, a maioria já não acredita que possa se dar bem. Para piorar, ele mistura sua argumentação, dá o exemplo do caso Collor de Mello, em que valeu à pena ir às ruas, mas depois para a falar da corrupção no Legislativo, simplesmente deixando de lado que tivemos outro impeachment mais recente e temos um presidente acusado de corrupção. Será que, em meio a tudo isso, a simples comparação da política coma roleta é suficiente para explicar a ausência do povo nas ruas?

 

Aspecto pontual

Terceiro parágrafo: aqui, no trecho em vermelho, houve falha de comunicação e confusão sintática. É impossível compreender exatamente o que o autor está querendo dizer.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 7,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos