A validade do impeachment

NOTA 6,5

É de conhecimento geral dos brasileiros o quão debilitado está o cenário político do país. Ex-presidente com mandado de prisão, deputados sendo investigados por corrupção, além de dívidas bilionárias da atual presidente. A junção destes fatos está causando revolta entre a na maioria da população, que vai às ruas para pedir o Impeachment impeachment de Dilma. Mas existe base para a concretização deste desse fato?

Assim como ocorreu no início da década de 90 contra o governo de Collor, atualmente se tornou comum se tornaram comuns as manifestações contra a presidente. Semelhantes aos Com os mesmos objetivos dos Caras Pintadas caras-pintadas, milhões de pessoas se reúnem nas principais ruas das cidades e em vários estados do país. Apelando para serem vistos pelas autoridades, eles usam cartazes, faixas gigantescas, bandeiras do Brasil e camisetas verde e amarela verde-amarelas. Porém, eles não podem agir em vão. Precisam ver na prática o exercício da democracia, prevalecendo a vontade geral. Suas vozes não poderão ser sufocadas por discursos que defendem a improcedência do Impeachment impeachment, configurando-o como golpe.

Além das manifestações populares, outro fato que consolida a validade da retirada da presidente é o resultado da atual investigação sobre corrupção em seu governo. A maioria dos investigados pertence ao PT (Partido dos Trabalhadores), inclusive o ex-presidente Lula, muito amigo da presidente Dilma, como se pôde observar nas conversas por telefone dos dois, divulgadas pelo juiz Sérgio Moro. Ela, tentando ajudá-lo a se livrar do juiz, tentou nomeá-lo como ministro ministro, mas não obteve êxito. Diante de todos esses fatos, seria utopia pensar que Dilma, cercada de centenas de políticos acusados de superfaturamento em obras públicas, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal, não estaria também envolvida em um destes desses crimes. Basta Bastam mais alguns meses de investigação para comprovar esta relação.

Tendo em vista o pedido de Impeachment impeachment e tomando como referência os argumentos apresentados no decorrer do texto, o Congresso precisa tomar uma providência. Já que estão lá para representar o povo, os parlamentares precisam votar a favor do processo, pois o primeiro passo é dado por eles. É necessário que a população não se limite a sair às ruas e bater panela em horários políticos, mas sim que procure a câmara dos deputados Câmara dos Deputados e proponha o Impeachment impeachment, pois abaixo assinados abaixo-assinados não possuem validade quando o assunto é esse. Por último, é válido que investigações minuciosas sejam feitas com os políticos e principalmente com a presidente, para averiguar as denúncias de corrupção e promover a transparência do governo, tão aguardada e esperada pelos brasileiros.

Comentário geral

Texto razoável, apesar de prolixo. Por falar demais, o autor, muitas vezes, se repete ou se atrapalha. Alguns tropeços são graves. De qualquer modo, a redação constitui de fato uma dissertação argumentativa, com o autor apresentando elementos em defesa de seu ponto de vista.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: que dívidas bilionárias da presidente? De onde o autor tirou isso? Há rombos nas contas públicas, prejuízos enormes na Petrobras, mas isso não são dívidas nem da presidência da República nem de Dilma Rousseff.

2) Segundo parágrafo: encerra-se de modo confuso e ambíguo. Quando fala em agir em vão, não dá para saber se o autor está afirmando que eles agem em vão ou expressando o desejo que não ajam em vão. O que significa ver o exercício da democracia para o autor? Só o fato de multidões saírem às ruas para protestar já constitui um exercício democrático. O trecho deveria ser reescrito de modo mais claro e objetivo.

3) Terceiro parágrafo: a) basta ler os jornais para saber que a maioria dos indiciados são do PP. Então, a afirmação é incorreta. b) Tentando... tentar é um disparate.

4) Quarto parágrafo: a) Mais ambiguidade: o Congresso não pode, por suposto, basear-se nos argumentos apresentados nesta redação. E esses argumentos não são só desta redação. Então, era melhor dizer apenas: com base nesses argumentos... b) aqui o aluno se confunde: o que exatamente ele quer que a população faça quando diz que ela deve procurar o Congresso? E por que se referir a abaixo-assinados que não tinham sido mencionados anteriormente? Quem disse que abaixo-assinados não funcionam? c) Aqui o autor parece inverter a ordem das coisas: primeiro ele sugere o impeachment, depois as investigações. O procedimento, evidentemente, é o inverso.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 6,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos