A verdade por trás dos fatos

NOTA 2,5

Desde a globalização as informações tem se arregimentado diante do indivíduo. Cria-se Criam-se muitos noticiários através dos veículos de informação, que ás que, às vezes, é são apenas informação falsa para tentar ludibriar, persuadir ou até mesmo para alguns personagens políticos esconder esconderem suas façanhas. Ultimamente Ultimamente, deve-se pensar duas vezes antes de acreditar no que dizem. É o que se chama de pós-verdade.

As forma formas em que as notícias são trazidas pode podem acarretar vários problemas para a sociedade. O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump Trump, afirmou que o ex-presidente Barack Obama é o criador do estado islâmicos, isso é, Estado Islâmico. Isso é, além de uma suposta mentira, um problema sério, uma vez que muitas pessoas que não tem têm opinião formada tendem à a acreditar nessas versões.

A situação emergente em que se encontra o Brasil, exposto à a essa nova onda de mentiras e "achismo" "achismos" apenas para ganhar públicos e seguidores, afeta, dentre outros entre outras coisas, a democracia. As informações vem vêm recheadas de reducionismos pessimistas e superficiais, que acabam fazendo a cabeça do cidadão, que por sua vez, querem quer tomar decisões, muita das vezes errada muitas vezes erradas, ou deixar de faze-la fazê-la corretamente, como por exemplo: apoiar políticos de extrema direita ou esquerda, gerando apenas conflitos de interesses distintos.

Estudar e manter-se informado é uma boa solução para acabar com as apatias mentais e o conformismo com esse problema de fatos controversos e irreais apresentados na mídia. Além disso disso, cada um deve, sempre, ouvir os dois lados de uma história imparcialmente história, imparcialmente, antes de sair por aí criticando alguém ou algo, demostrando ser um alienado por algum ideal.

Comentário geral

Texto fraco. Os três primeiros parágrafos são declarações avulsas sobre o tema. Não só não se relacionam entre si para construir um raciocínio encadeado, como também, isoladamente, são confusas conceitual e linguisticamente. Até se nota que o autor teve algum entendimento do tema proposto, mas ele não consegue se pronunciar com clareza e objetividade. Desde o primeiro parágrafo há trechos que não fazem sentido.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) A primeira declaração não faz sentido. É um grande equívoco. A globalização é um processo ainda em curso, então não se pode datar qualquer fato desde a globalização. Informações, sozinhas, não podem se arregimentar, pois não são pessoas. O significado principal de arregimentar é convocar pessoas para fazer parte de um regimento militar. b) Aparentemente, o autor quis dizer que criam-se notícias e não noticiários. Mas notícias são relatos de acontecimentos. Sem acontecimentos, sem fatos, a rigor, não há notícia. c) O autor usa o dizem para indeterminar o sujeito de sua oração e acaba por deixá-la mais obscura, num parágrafo já bastante obscuro. d) Pós-verdade não é pensar duas vezes antes de acreditar numa notícia, mas foi isso que o autor escreveu.

2) Segundo parágrafo: a) a escolha do vocabulário é ruim: seria melhor falar em apresentar, veicular, do que em trazer notícias. c) Obama ainda não é ex-presidente, pois o mandato dele não terminou. d) Suposta mentira? O autor supõe que a acusação contra Obama seja mentira, mas admite que pode ser verdade, do contrário não usaria o adjetivo suposta.

3) Terceiro parágrafo: a) Se o autor se refere à crise que o Brasil enfrenta, ele está falando de uma situação emergencial e não em uma situação emergente. b) O Brasil tem se exposto a essa onda de mentiras só para ganhar público e seguidores? O que é isso? Por acaso o país tem uma página própria no Facebook e fica pedindo para as pessoas curti-la? Isso é surrealismo! c) O parágrafo termina de modo agramatical: não respeita a sintaxe nem a lógica do idioma e nem apresenta de modo claro as ideias do autor.

4) Quarto parágrafo: a) O autor começa mostrando que tem uma compreensão incorreta da pós-verdade, ao indentificá-la com fatos controversos e irreais. b) Mais uma vez, o autor escolhe muito mal as palavras. O que é um alienado por um ideal? O leitor não tem elementos para entender essa expressão.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 2,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos