Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Novembro/2018 A onda conservadora e o Brasil nos próximos anos

Redação corrigida 240

A Volta da Política Conservadora no Brasil

Inconsistente Erro Correção

O Brasil vive uma nova fase na política, com a eleição do novo presidente Jair Bolsonaro que venceu as eleições 2018, ela 2018. Ela é chamada como a nova onda conservadora que veio para fazer oposição à esquerda, onde o PT (Partido dos Trabalhadores) governava desde 2002- eleição ganha pelo então presidente Luís Inácio Lula da Silva- o Lula, líder sindical.

Esta Essa nova onda de conservadorismo se deve a várias questões causas, entre elas está o combate à corrupção, onde ministros foram acusados de fazerem parte de esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro e que levou à delação premiada de alguns políticos. Vários escândalos vieram à tona, mas o mais significativo foi a prisão do ex-presidente Lula e o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Os brasileiros se mostraram descontentes com a política de esquerda e com todas as ondas de insegurança que assola assolam o país. Mesmo sendo uma campanha que fez piada com vários grupos como o LGBT, os conservadores prometem uma nova política que primará pela segurança pública, a redução da maioridade penal e valores cristãos, que teve apoio massivo da bancada evangélica no Congresso e os levou à vitória da presidência.

Os conservadores têm como princípios a ética e a moral do país, onde está acima de todos para que se reconstrua a nação brasileira, que segundo eles foi posta de lado em relação aos valores da esquerda que se viram envolvidos em escândalos de corrupção e formação de quadrilha. Segundo Roberto Schwarz Schwarz, no seu livro Cultura e Política 1964-1969 “Cultura e política, 1964-1969” , houve uma época em que a esquerda dominava em pleno regime militar, as livrarias mostram nas capitais do Rio de Janeiro e São Paulo, nos movimentos estudantis, nas proclamações do clero avançado, naquele tempo a esquerda opunha-se à ditadura militar e fazia um discurso de liberdade de presos políticos, pessoas desaparecidas e torturados.

No entanto, eram outros tempos e a política brasileira sofreu mudanças junto com o país e a sua população, que clama por segurança e pede punição para crimes hediondos que, diariamente, fazem parte das notícias de jornais, rádio e televisão. A violência também aumentou e fez com que as pessoas estejam preocupadas com as suas famílias e pessoas próximas e de suas relações, todos esses fatos fizeram com que o conservadorismo avançasse como a nova solução para esses graves problemas que desestabilizaram o país e só aumentaram a onda de medo e insegurança.

Comentário geral

Infelizmente, o texto é muito fraco. O autor não tem domínio da linguagem escrita e não consegue estruturar uma dissertação argumentativa, com introdução, desenvolvimento e conclusão. Por isso, acaba produzindo um discurso confuso e redundante, que mal se aproxima das exigências dos critérios de correção.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) redundância: “a eleição de quem venceu a eleição”. b) O autor usa o pronome relativo “onde” de modo informal e incorreto, para fazer conexão entre frases que não podem ser conectadas assim, de acordo com a sintaxe. c) Mais redundância: Luís Inácio Lula da Silva é o Lula.

2) Segundo parágrafo: a) mais uma vez, uso incorreto de “onde”. b) Sintaticamente, a frase é desorganizada e incorreta. Semanticamente, é imprecisa. Para dar apenas um exemplo, não foram só ministros que foram acusados de corrupção. c) A prisão de Lula e o impeachment de Dilma foram escândalos? Os escândalos não eram os casos de corrupção?

3) Terceiro parágrafo: a) mais imprecisão: a campanha de Bolsonaro não fez piadas com grupos LGBT. O candidato é acusado por seus adversários de homofobia, racismo, machismo, etc. b) O parágrafo termina de modo ambíguo e repetitivo.

4) Quarto parágrafo: é incoerente, além de redundante. O autor nem sequer consegue reproduzir com as próprias palavras a informação dada no texto da coletânea.

5) Quinto parágrafo: não é uma conclusão. O autor simplesmente continua a falar das causas da vitória do candidato conservador.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 20
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 80
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 120
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 20
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0
Nota final 240

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.