Adeus, Luzia

NOTA 6,0

A preservação da cultura nacional é de grande importância nacomteporaneidade. De modo que, lembrar-se. da na atualidade, pois conhecer a história é fundamental para projetar o futuro e evitar que os erros sejam repetidos. Embora, repetidos, embora, na Era Digital Digital, seja mais fácil de se perder perderem informações.

Hoje, vive-se em uma época de extremos, como mencionou afirmou o historiador Eric Hobsbaw Hobsbawn. Dessa forma forma, é de grande importância a preservação da cultura cultura, para que possamos sempre se nos lembrar do que ocorre quando escolhemos um "extremo". Mas Mas, para a maioria dos políticos guarda à políticos, guardar a memória de revoluções e lutas anteriores não é interessante para quem quer manter o status quo.

Por sua vez, outro lado, a Internet possibilitou um grande aumento de informações e formas de se compartilhar e criar uma nova história. Contudo, o acervo cultural digital pode ser, a qualquer momento, com um apertar de botões, "queimado" deletado. Dificilmente um arquivo digital ira irá resistir mais de 2 três mil anos, como o Código de Hamurabi.

Portanto; Portanto, museus, bibliotecas e arquivos devem estra sempre recebendo investimentos para ampliar seus acervos e melhorarem a segurança. Para isso isso, o Estado deve firmar parcerias com instituições privadas, como o que acontece com alguns teatros. Pois, Essa é a melhor das maneiras maneira de se garantir que as futuras gerações possam conhecer o passado e reivindiquem e também lutem contra o descaso de com nossas memórias.

Comentário geral

Texto razoável, principalmente no que se refere à linguagem e estrutura, pois o autor consegue se comunicar com clareza, bem como desenvolver uma argumentação. Contudo, o autor concede aos museus – que deveriam estar no centro da discussão – um papel secundário e concentra sua atenção na Era Digital, apresentando os museus como uma alternativa às informações guardadas na internet, mais fáceis de se perder. É uma forma parcial de abordar o tema e de não tratar dos aspectos questionados na proposta de redação. Seu raciocínio também é confuso, pois, hoje em dia, os museus dispõem de tecnologia superior à que dispunha no passado para preservar peças históricas antiquíssimas. Ao menos, nos grandes museus do mundo. E é esse é outro aspecto do tema deixado de lado: por que ocorre esse descaso com os museus no Brasil?

Aspectos pontuais

1) Título: a referência ao fóssil Luzia só aparece aqui. Se lhe atribuiu importância, a ponto de mencioná-lo no título, o autor deveria retomar a referência no texto.

2) Primeiro parágrafo: além de ser mais adequado o termo "atualidade", o autor grafou "contemporaneidade" de modo incorreto.

3) Segundo parágrafo: em vez de usar duas vezes frases introduzidas por "para", o autor deveria juntar as frases em vermelho. Assim, por exemplo: "para a maioria dos políticos, que querem manter o status quo,....".

4) Terceiro parágrafo: o Código de Hamurabi tem mais de dois mil anos, pois data aproximadamente de 1.700 a.C. Cuidado com deslizes ao fazer citações e dar exemplos.

5) Quarto parágrafo: em quase toda a redação o autor perde um pouco o foco, mudando de assunto bruscamente. Aqui o ponto era a preservação dos museus, a segurança e não a ampliação do acervo. A ampliação não pode aparecer em primeiro lugar, pois não é o ponto principal do tema.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,5
Nota final 6,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos