Amor ou doença?

NOTA 3,5

A mitologia Grega grega conta á a história de Narciso Narciso, um belo rapaz que despertava o amor das jovens gregas e ninfas, entretanto ele as desprezava-as, das ninfas. Entretanto, ele as desprezava, tratando-as com indiferença. Narciso se depara a com um lago e, ao ver sua imagem refletida na água, se joga para unir-se aquele por quem se apaixona, ele prórpio próprio.

Esse amor doentio da origem ao transtorno de personalidade narcisista, a narcisista. A pessoa que sofre dessa condição se acha de suprema importância e tem a necessidade de se sentir superior a tudo e a todos a sua volta. A As pessoas que a rodeiam nada mais são do que espelhos para refletir sua própria imagem, no imagem. No momento em que são confrontadas elas desenvolvem a auto defesa autodefesa que conciste em exautar consiste em exaltar a sua própria imagem por medo de se sentir inferior.

É necessario uma triologia necessária uma trilogia para dar forma a à prática narcisista que conciste consiste em imagem, indentificação e investimento. A imagem tem base na apresentação dela mesma perante aos outros. Indentificação, tanto uma pessoa que se acha extraordinária e uma que se sente inferior a tudo, ambas contemplam uma prática narcisista, pois tudo o que ela faz é viver diante de si próprio. O ultimo último pilar é o investimento o investimento. O praticante investi investe toda sua energia para manter essa imagem e nada mais importa ele passa a se comportar como um "cavalo com viseira" que não consegue enxergar nada a sua volta.

Não sabe-se se conhece ainda um medicamento usado para o esse transtorno, porém existe existem tratamentos com psicanalistas e pode podem acentuar uma grandiosa melhora no comportamento narcisista.

Comentário geral

Texto regular, apesar dos muitos problemas de conteúdo, em que ressaltam a falta de resposta à questão do tema e uma tentativa frustrada de fazer uma análise estrutural da psicologia do narcisismo, o que está além das possibilidades do autor e nem sequer era esperado dele. Em termos de estrutura, os dois primeiros parágrafos são expositivos. O primeiro é uma paráfrase do mito de Narciso, desnecessária à tentativa de análise do problema que o texto vai fazer especialmente no terceiro parágrafo. O melhor da redação, talvez, seja a conclusão: uma vez que o aluno estabelece que o narcisismo é um transtorno de personalidade, então uma terapia psicanalítica (ou outras terapias psicológicas) seria o meio mais certo de lidar com ele.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: não há nenhuma razão para especificar que as jovens eram gregas, o que o contexto já evidenciava. Tudo faz parte da mitologia grega. De resto, o parágrafo é uma paráfrase do mito grego, que é desnecessária para introduzir o tema. É no começo do segundo parágrafo que o autor introduz, de fato, o tema da redação.

2) Segundo parágrafo: a) o pronome elas, na frase em vermelho, é ambíguo e pode se referir tanto aos narcisistas quanto às pessoas que os rodeiam. Evitar ambiguidades é essencial para desenvolver um raciocínio. b) De onde o autor tirou a teoria de que os narcisistas, uma vez confrontados, se autodefendem por meio de uma exaltação de si mesmo? O que ele apresenta ao leitor para mostrar que sua concepção é válida?

3) Terceiro parágrafo: o autor mal consegue explicar com um mínimo de clareza sua própria teoria de que as bases do narcisismo são a imagem, a identificacão e o investimento. A teoria parte de conceitos abstratos que não são bem explicados e chega ao fim usando a imagem totalmente informal do cavalo com viseira, que é inadequada para se referir ao narcisista.

4) Quarto parágrafo: acentuar uma grande melhora - refere-se simplesmente à possibilidade sucesso do tratamento psicanalítico.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 3,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos