PUBLICIDADE
Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Janeiro/2020 Supremo Tribunal Federal e opinião pública

Redação corrigida 340

Anseio do Povo

Inconsistente Erro Correção

O STF (Supremo Tribunal Federal) é responsável por ser o guardião da constituição da constituição Constituição federal, prezando pela justiça, entretanto justiça. Entretanto, atualmente foi instaurado instaurada uma grande frustração da sociedade em relação ao STF, criada pelas ações do mesmo.

Em primeira instância as decisões feitas pelo tribunal federal são diferentes podendo algumas serem consideradas como antagonistas a o ao sentimento social da sociedade. Não é impossível dizer que todas as decisões dele são verdadeiras, pois ações tomadas por ele podem ser manipuladas, serem decididas através da convicção de uma só pessoa, isso causa falta de confiança nas decisões tomadas.

Existe a falta de uma avaliação mais ampla, no ampla. No cenário atual atual, não há um julgamento em que seja visado sejam visados todos os aspectos, há aspectos. Há uma justificativa para alguém cometer uma ação ilegal, a culpa não é totalmente da pessoa, porém porém, muitas vezes vezes, isso não é considerado, ações como essa são arbitrárias da primícia do STF que é a constituição Constituição.

O convívio do cidadão com a justiça no Brasil é difícil, sem difícil. Sem uma boa avaliação e consideração pelo desejo, pelo anseio da sociedade, o sistema acaba sendo falho e precário. Uma fiscalização aprofundada, levará aprofundada levará a uma análise para saber o que está sendo ilegal, além disso ilegal. Além disso, um sistema que considere mais a opinião pública de forma que seja ético, pode recuperar a confiança da população brasileira.

Comentário geral

Texto muito fraco, repleto de trechos ambíguos ou obscuros, devido às dificuldades do autor com a linguagem escrita. Percebe-se que ele compreende alguma coisa da tensão entre o STF e a opinião pública, bem como as razões dessa tensão. No entanto, ele não consegue expor o problema de modo claro e objetivo. Um dos grandes problemas na redação decorre da ambiguidade de palavras ou expressões, que o autor usa de maneira informal, mas que têm outro sentido, mais específico, na linguagem jurídica. Por exemplo, quando ele fala em "primeira instância", tudo indica que ele quer dizer "em primeiro lugar". A primeira instância, no sistema jurídico, é outra coisa, em relação à qual o STF é a quarta instância. Igualmente, quando ele diz que há algo "ilegal" na conduta do Supremo, fica-se em dúvida se ele usou a palavra no sentido de algo ruim ou de algo, literalmente, fora da lei. A divagação que ele faz sobre pessoas que cometem uma ação ilegal, mas justificada, é bastante obscura. Enfim, quando ele diz que o Supremo deveria seguir o "anseio do povo", ele demonstra não compreender realmente o papel que esse tribunal tem de julgar de acordo com a Constituição.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 80
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 80
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 80
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 80
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 20
Nota final 340

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.


PUBLICIDADE