PUBLICIDADE
Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Dezembro/2019 Ciência, tecnologia e superação dos limites humanos

Redação corrigida 920

Avanços tecnológicos: realidade X especulação

Inconsistente Erro Correção

Vive-se, hoje, uma "febre da descoberta tecnológica", grandes empresas, de áreas diversas, disputam o pioneirismo, assim como a patente, dos possíveis avanços científicos. Tal competição tem uma parte voltada para o aperfeiçoamento do corpo humano, com expectativas desafiadoras em de alguns pesquisadores, como a associação entre chip e cérebro. A junção corpo-máquina, embora seja possível sob a ótica científica, é improvável que se torne uma revolução a curto e médio prazo, pois a realidade tecnológica e, depois, a social deverão deverá ser superadas superada.

Em primeiro lugar, é clara a melhora das ferramentas existentes no mundo, as quais são a razão do aumento médio de anos vividos pela população, da democratização da informação, etc. Esses benefícios cresceram de acordo com o vencimento da distância pela alta transmissão de dados e meios de transporte mais rápidos, somados a experimentos maciços. No entanto, a tendência é a estabilização da explosão de inovações, pois, a menos que ocorra outro rompimento histórico à semelhança da Revolução Industrial, um novo padrão quantitativo será estabelecido. Considerando a atualidade um tempo posterior ao pico de criação, nota-se, relacionada à progressão da corroboração organismo-máquina, uma relativa lentidão, percebida em experimentos muito iniciais realizados em bichos. Portanto, diante da complexa biologia animal e do esclarecimento do motivo pela qual as inovações são tão impactantes, uma revolução transumana constitui algo de um futuro distante.

Em segundo lugar, a mudança da ordem hodierna para outra feita por "ciborgues" encontraria forte resistência social; primeiro porque há religiões que interpretam a tecnologia como elemento antagônico; segundo, a falta de entendimento por uma porcentagem significativa do povo, como as partes privadas de educação e as interioranas do Brasil, causa medo das ferramentas de última geração; e, terceiro, o potencial de tais itens serem utilizados para manipulação e controle dos indivíduos levaria a sociedade a exigir dos políticos imposições de diversos limites em forma de lei, além de a própria estigmatizar os adeptos da hipotética associação.

Dessa forma, a formação de transumanos é uma hipótese largamente à frente do tempo presente, sendo impedida pelas conjunturas científica e social contemporâneas. A fim de tornar isso claro, o Governo deve publicar, nas diversas mídias, vídeos, escritos e áudios informando o que é verdade e o que é especulação.

Comentário geral

Texto muito bom, em praticamente todas as competências. Na linguagem, o autor poderia tentar ser menos prolixo, usar frases mais curtas e menos orações ou termos intercalados, mas isso é uma sugestão estilística. Em matéria de erros gramaticais, há apenas a preposição mal empregada e a concordância incorreta corrigidas em verde (notar que o sujeito do verbo é "realidade" e que "tecnológica" e "social" são apenas adjuntos adnominais do sujeito. Então, a regra é que o verbo concorda com o sujeito).

Evidentemente, não cabe questionar a argumentação apresentada pelo autor, que é absolutamente válida. Entretanto, o autor parece um pouco desatualizado: atualmente, estamos em pleno andamento da revolução da informática. Em termos históricos, a tecnologia e a ciência apresentaram um desenvolvimento revolucionário nas últimas décadas e nada indica que esse ritmo esteja diminuindo. Quanto aos ciborgues e outros avanços da tecnologia médica, basta uma pesquisa na internet para se ver quantas coisas são passíveis de se tornar realidade ainda antes de 2050. Trinta anos nada representam em termos históricos.

Voltando à avaliação, a conclusão, feitas as ressalvas acima, é coerente. Contudo, a sugestão de intervenção é genérica demais e pode ser aplicada a quase qualquer tema.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 160
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 200
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 200
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 200
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 160
Nota final 920

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.