Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Fevereiro/2019 Posse de armas: mais segurança ou mais perigo?

Redação corrigida 480

Beije um assaltante

Inconsistente Erro Correção

Opositores ao governo atual insistem em dizer que o decreto assinado em quinze 15 de janeiro de dois mil e dezenove 2019, pelo presidente Bolsonaro, libera qualquer cidadão para que ande andar armado pelas ruas, sendo que um indivíduo que anda mal intencionado mal-intencionado e armado não necessita de uma regulamentação para isso.

O decreto não autoriza o trânsito ou a locomoção, haja vista, ser vista ser para a posse e não para o porte, sendo este o deslocamento com a arma fora da residência, e aquele residência e aquela, somente para ter em casa.

Todo o tipo de escória humana, como homicidas e latrocidas, não latrocidas não entregaram suas armas com o estatuto do desarmamento Estatuto do Desarmamento no ano de dois mil e cinco 2005, onde este quando esse referendo foi assinado para desarmar o cidadão de bem.

Um conjunto de atitudes há algum tempo não tomadas, como este esse decreto de janeiro janeiro, somado a possíveis endurecimentos em lei, as quais reforçam que reforce a legítima defesa, fará com que pessoas mal-intencionadas tenham cautela ou pensem mais antes de qualquer atitude errônea que possa resultar na perda da própria vida.

Devemos ter uma preocupação e esta essa não é se irá aumentar o nível de violência, seja no campo e nas cidades, e sim se irá diminuir, pois aumentada já esta está.

Comentário geral

Texto fraco. Como mérito tem o fato de o autor saber dizer claramente o que pensa. Como demérito, o fato de ele não fazer isso de modo objetivo, mas subjetivo e exaltado.

Competências

• 1) Texto relativamente bem escrito, mas com muitos desníveis de linguagem. Criminosos ora são chamados pelo eufemismo “pessoas mal-intencionadas”, ora por expressões injuriosas, como “escória humana”. Os vários erros gramaticais corrigidos em verde também impedem que esta competência receba uma pontuação maior.

• 2) O texto faz questão de ter um viés polêmico e emocional que não é adequado a uma dissertação objetiva. O autor fez uma defesa apaixonada do decreto e atacou os que a ele são contrários. Sua redação peca, portanto, pela falta de objetividade. Ainda assim, não se pode dizer que ele não tenha compreendido o tema e se posicionado sobre ele.

• 3) Não existe propriamente uma argumentação objetiva, mas a exposição de opiniões do autor, as quais têm pressupostos implícitos, que o autor deveria esclarecer caso queira atingir o propósito do texto dissertativo: a persuasão. Por exemplo, Com base em que ele afirma que os opositores confundem “posse” e “porte” de armas? Se ele fizesse uma análise “fria” dos fatos, veria que muitos opositores também criticam a própria posse de armas e sabem distinguir os dois conceitos. Juízos de valor, como falar em “escória humana”, não cabem numa argumentação. Além disso, basta ver pelo primeiro parágrafo que o autor não consegue conectar os fatos para transformá-los em premissas que conduzam a uma conclusão. Ele não deixa claro, nesse parágrafo, que o motivo de achar que o decreto não aumentará a violência é o fato de as armas ilegais circularem livremente pelo país, nas mãos de criminosos.

• 4) O texto é um conjunto de declarações isoladas sobre o tema. Não há coesão e nem há uma estrutura dissertativa, pois não há uma linha de raciocínio visando convencer ou persuadir o leitor acerca do tema. Há apenas a afirmação exaltada da opinião do autor.

• 5) A conclusão é um simples jogo de palavras, baseado na antítese aumentar/diminuir. Retoma o teor do texto que é de enfrentamento e desrespeito a quem não tem a mesma posição do autor.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 120
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 120
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 80
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 80
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 80
Nota final 480

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.