Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Março/2019 Cantar ou não cantar o hino nacional? Eis a questão...

Redação corrigida 380

Canta o futuro da nação

Inconsistente Erro Correção

Tem sido generalizada a discussão do canto do Hino Nacional Brasileiro nas escolas do país, que deve ser cantadas por alunos de instuições públicas e privadas. Tem-se generalizado a discussão sobre os alunos de escolas públicas e privadas cantarem o Hino Nacional Brasileiro. Além de ser previsto por lei, o ato enaltece o país e reeduca a sociedade.

Deve-se primeiramente lembrar que, conforme a Lei nº 5.700, de 1º de setembro de 1971, as escolas devem cantá-lo uma vez por semana. Logo, não deveria repercutir negativamente o comunicado do ministério da educação Ministério da Educação. Devido às crises morais éticas à crise moral que o país sofre, o incentivo de tal prática é muito conveniente.

Pode-se mencionar mencionar, também, a importância e o valor histórico que a letra do hino traz a à memória da população. Escrita pelo poeta e professor Joaquim Osório, o ensino dela é obrigatório nas instituições de educação, segundo o artigo 39 da mesma lei. Portanto, incluí-lo na rotina escolar, fará escolar fará os alunos mais fluentes na pronúncia e no canto do hino.

Além disso, é relevante o contato dos Símbolos Nacionais com os símbolos nacionais desde a infância e juventude, pois inicia o cumprimento dos deveres cívicos e morais. Tais atos podem ser estender aos lares, às ruas e a à sociedade. Desse modo, é incoerente dizer que essa proposta do governo seja uma imposição militar ou ditadura.

Diante dessas considerações, é legal e conclusivo o canto do Hino Nacional Brasileiro nas escolas escolas, visto que remete ao propaga o civismo e patriotismo, não apenas dos escolares estudantes, mas também de toda a população.

Comentário

Texto fraco, que não chega a constituir uma dissertação argumentativa, mas um conjunto de divagações sobre o tema.

Competências

  • 1) Com uma linguagem relativamente simples, o autor expressa suas ideias sem incorrer em erros gramaticais graves. É o que há de melhor no texto.
  • 2) O autor compreendeu o tema, mas sua dissertação deixa a desejar. A introdução não cumpre seu papel. A argumentação é superficial e quase ufanista, com uma conclusão que apenas reitera o que foi dito na argumentação.
  • 3) Não existe uma argumentação propriamente dita. Apenas a exposição de opiniões sem as devidas fundamentações. Por que ou como o hino combate a crise moral do país? O hino serve para ensinar História do Brasil? Como? Por quê? De que modo o contato com símbolos nacionais leva ao cumprimento dos deveres cívicos? Cantar o hino dará fluência na língua portuguesa, principalmente em termos de pronúncia? Como assim? Quem disse que cantar o hino é uma imposição militar ou, pior ainda, uma ditadura? Ditadura é um regime político que não se instala somente porque estudantes cantam o hino nacional.
  • 4) O texto é uma série de declarações sobre o mesmo tema, mas não estão devidamente conectadas para formar um todo coeso. Antes, cada parágrafo é uma divagação isolada.
  • 5) Não existe uma conclusão propriamente dita, mas uma repetição do que já fora dito anteriormente. Cantar o hino é "legal e conclusivo"? O que significa isso?

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 120
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 80
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 80
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 80
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 20
Nota final 380

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.