Topo

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez



REDAÇÕES CORRIGIDAS - Dezembro/2018 Epidemia alimentar: sobrepeso e obesidade

Redação corrigida 760

Causas e soluções relacionadas a [à] epidemia alimentar.

Erro Alteração Correção

Ao se propor uma reflexão sobre Ao se considerar o índice crescente de sobrepeso e obesidade na escala de doenças atuais, verifica-se a necessidade de conter esse crescimento. Nesse sentido Para isso, é necessário analisar as causas e as soluções a fim de se combater essa epidemia dessa epidemia, a fim de combatê-la com eficiência.

É preciso avaliar, primeiramente, que a obesidade é uma doença causada não apenas pelo excesso de alimentos consumidos, mas também, por questões hormonais e psicológicas envolvidas psicológicas. Atualmente, no mundo capitalista, onde o acesso a alimentos industrializados é mais rápido e de fácil aquisição, adultos e crianças se tornam vítimas da obesidade e sobrepeso pelo consumo constante desses alimentos de alto altos níveis calóricos e prejudiciais à saúde. Além disso, o estresse e alterações hormonais de difícil diagnóstico são exemplos da compulsividade alimentar que geram gera o sobrepeso e, através dele, problemas de saúde e aceitação diante da população, principalmente pelos padrões de beleza preconizados nas mídias.

Outro ponto que merece destaque são as soluções para se combater essa epidemia. É preciso uma reeducação alimentar em escolas e no ambiente familiar com o intuito de expor a necessidade de uma alimentação mais saudável. Ter um acompanhamento psicológico é essencial na inclusão do no tratamento aos obesos, além de priorizar consultas médicas que visem diagnosticar e solucionar alterações hormonais através de campanhas educativas e inserção de programas governamentais vinculados tanto na preservação quanto na recuperação desses pacientes.

Verifica-se, portanto, que o sobrepeso e a obesidade são questões de saúde pública e merecem atenção dos governantes. Afinal, obter hábitos alimentares corretos resultam em uma vida mais saudável e assim diminuem os custos com doenças secundárias como a hipertensão, diabetes tipo II, esteatose hepática dentre hepática, entre outras.

Comentário geral

Texto bom, com alguns deslizes ou problemas graves assinalados em vermelho e analisados a seguir. De um modo geral, embora o autor escreva bem, incorre muitas vezes em uma escolha de vocabulário inadequado que prejudica a coerência e a coesão de seu texto. No âmbito da estrutura, o maior problema a ser apontado é que, não havendo uma tese explícita no primeiro parágrafo, acaba não havendo uma conclusão no último, até porque o autor já deixou subentendido que a obesidade e o sobrepeso são uma questão de saúde pública, quando diz que a solução passa pelo governo...

Aspectos pontuais

1) Segundo parágrafo: a) não é só “o excesso de alimentos consumidos”, mas também o tipo de alimentos consumidos, como o próprio autor vai dizer, sem a devida coesão, logo a seguir. b) estresse e alterações hormonais podem ser causas da compulsão alimentar, mas não são, de modo nenhum, “exemplos” disso. c) Não se está falando só de “sobrepeso”.

2) Terceiro parágrafo: a) não se trata de “merecer destaque”. É mais do que isso: discutir um problema é o ponto de partida para solucioná-lo. A solução é uma necessidade. b) “Reeducação” alimentar não é só expor a necessidade de uma alimentação saudável, não é só apresentar uma teoria: é pôr em prática uma nova forma de alimentação. c) Infelizmente, o parágrafo termina de um modo muito confuso: quem deve “priorizar” as consultas médicas? d) As consultas médicas serão feitas através de campanhas e de inserção de programas? Como assim? e) Quem são esses pacientes? Supõe-se que os que têm problema com o peso, mas até aqui eles não haviam sido denominados como “pacientes”.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 160
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 160
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 160
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 160
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 120
Nota final 760

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.