Cem anos de perdão

NOTA 4,0

Não há que se como negar que a política brasileira está escassa quanto a carente de honestidade. Esta, que pelo menos está prevista, mas não cumprida. E para dirimir os crimes dos nossos políticos, a delação premiada, operação da lava jato, que surge como forma de retribuir, pela confissão do réu, das suas negligencias negligências e de seus "comparsas", de forma que a punição do delator se amenize, ou até se extingue.

A verdade é que, há que há, sim, uma traição pelo denunciante aos seus companheiros, traição que se converte em seu próprio benefício. Mas, acima de tudo, devemos questionar quem é o maior beneficiário disso tudo, operações tudo. Operações que aniquilam descobrem e expõem os verdadeiros criminosos, devem ser ovacionadas, pois daí tomamos conhecimento de quem deve ser punido. Não há que se falar em injustiça, pois a contribuição de um corrupto entregando outro, não outro não deveria ser problema. Mesmo com benefícios ao delator, um problema muito maior se resolve, ou ao menos auxilia nas investigações, desfazendo assim, a grande bolha de corrupção que toma conta da política brasileira.

A única maneira de acabar com a injustiça com a pela qual passamos e que podemos ver claramente o reflexo no nosso bolso cujo reflexo podemos ver claramente em nosso bolso, pagando altos impostos, e a por uma educação e uma saúde de baixa qualidade, impedindo assim, o avanço até um pais melhor,que impedem o avanço do país. É expor a verdade, fazer a justiça como deve ser feita: com tratamento igual a todos.

Comentário geral

O texto é mediano. Apresenta uma análise superficial do tema, sem falar da confusão no primeiro parágrafo. Os dois parágrafos finais, de qualquer modo, revelam uma reflexão sobre a questão, levando em questão os prós e os contras, mas de maneira muito abreviada, além da necessidade de várias correções para se enquadrar o texto na norma culta. Mas não há uma sequência lógica propriamente dita, mas divagações avulsas que não chegam a compor uma dissertação.

Aspecto pontual

O primeiro parágrafo está muito mal escrito, em linguagem informal e distante da norma culta. Para piorar, a partir da segunda oração, o texto se limita a definir de modo bastante confuso o que é a delação premiada, com uma menção absolutamente sem sentido da Operação Lava Jato. Sem falar que negligência não é o problema de que se está tratando, isto é, a corrupção.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 4,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos