Cidadania plena

NOTA 4,0

Desde a Constituição de 1824, apesar do pleno centralismo presente no poder moderador Poder Moderador, já havia o objetivo de garantir a liberdade do indivíduo, no entanto, permanecia a escravidão e isso se assemelha aos dias atuais em que mesmo com a Constituição de 1948 1988, com ótimas leis sobre os direitos humanos, que ainda não são completamente cumpridas.

Convém ressaltar ressaltar, a princípio, o caso de Marielle Franco, defensora dos direitos humanos, que, ao testemunhar um crime cometido a dois jovens por policiais, foi também assassinada pela PM, para que fosse silenciada, e ainda teve sua imagem denegrida pela mídia, como associada a bandidos, com bandidos. Com isso, percebe-se a deficiência na garantia dos direitos dos indivíduos vista na indivíduos, comprovada pela impunidade dos que a mataram.

Além disso, há um distanciamento das idéias ideias iluministas de igualdade e liberdade para os seres humanos, mas que sejam efetivas, o que não ocorre entre os brasileiros, visto que casos de racismo, homofobia, feminicídio sucedem-se a cada minuto, sem haver na maioria dos casos nenhuma punição.

Torna-se evidente, portanto, a necessidade de colocar em prática essas inúmeras leis já existentes, com ação do poder público, fiscalizando se há execução da penalidade para aqueles que infrigi-las infringi-las. É preciso também que nas escolas seja ensinado ensinada aos jovens a garantia da cidadania, através de palestras, diálogo com os alunos alunos, pois a educação é um dos principais meios de transformação do país.

Comentário geral

O texto leva zero na competência 2, pois fugiu ao tema, limitando-se a afirmar que os direitos humanos estão consagrados por lei, mas que essas leis não são devidamente obedecidas, como se vê pelos crimes de ódio praticados no Brasil. A proposta deixava claro que a discussão era se os direitos humanos só beneficiavam bandidos, ou beneficiam a todos. No Enem, o zero na competência 2 poderia resultar num zero para toda a redação. Optamos por não fazer isso aqui, para mostrar outros aspectos do texto que valem ser observados. O autor fugiu do tema, mas apresentou um tema tangencial e desenvolveu um texto dissertativo, em que há uma tese, uma argumentação em sua defesa e uma conclusão com proposta de intervenção para solucionar o problema. A linguagem deixa a desejar, a comparação entre as Constituições de 1824 e 1988 não tem fundamentos sólidos na História e existe um certo exagero em dizer que as leis que protegem minorias não são nunca executadas.

Aspectos pontuais

1) Segundo parágrafo: o autor não soube narrar os fatos. Deu a entender que Marielle presenciou um assassinato cometido pela polícia e, nesse mesmo momento, foi assassinada. Os fatos desmentem essa versão simplificada e ainda não se chegou a uma conclusão sobre o caso. Acusar a PM, sem provas, é opinativo e ideológico.

2) Terceiro parágrafo: entende-se o que o autor quis dizer, mas o parágrafo é incorreto sintaticamente e precisaria ser reescrito em linguagem formal e gramatical.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 4,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos