Circo brasileiro

NOTA 2,5

Os brasileiros estão revoltados com o cenário politico atual, sem político atual. Sem nenhuma decisão de melhoria, a situação está vai de mal a pior. Pedaladas fiscais, juros altos, cortes de públicos; contudo está sobre pressão o governo da presidente Dilma. Não temos um governante político bom aos olhos do povo brasileiro para tomar posse, todos estão sujos. Disso sabemos porque está estão sendo descobertos na operação lava jato mas para uns o crime de responsabilidade está sendo cometido, mas outros não acham que isso está acontecendo. Operação Lava Jato, mas uns acham que há crime de responsabilidade, outros não.

Sem obras, sem emprego, muitos brasileiros não tem têm como arrumar ganhar dinheiro para sustentar as famílias. Os altos juros é devido a são devidos à campanha de 2014 e as grandes obras dos estádio para a copa estádios para a Copa do Mundo. Conta publica pública negativa e dividas dívidas, e ainda assim sem ao menos saber quando irá quitar os rombos do estado Estado brasileiro, os produtos estão 200% acima da media média de preço. Foi dessa forma que até a crise politica política aumentou. Bilhões foi recuperado foram recuperados pela alta taxa de juros e pelas investigações da lava jato Lava Jato, mas nada foi revertido para melhorias, todo esse dinheiro está na conta de quem não precisa.

As manobras politicas está sendo constante políticas estão sendo constantes para que o a presidente da Republica República não seja afastado do mandato afastada. O primeiro é a retomada A primeira delas é a nomeação do ex- presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como ministro da casa civil, o que também está sendo um jogo uma jogada para que ele não possa ser preso pela operação lava jato Operação Lava Jato, com cargo publico público, assim, garante o novo mandato de 2018. Dessa forma, Lula irá poder defender Dilma, em qualquer investigação, sendo que ela está com algum tipo de ligação dos sendo que ela está envolvida com as fraudes da Petrobras. Aliados do partido criam varias várias manobras para tentar derrubar quem quer derrubar a presidente, os "anti Dilma" anti-Dilma.

Está uma briga entre o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha e a presidente da Republica República, Dilma Rousseff. Quem irá derrubar quem primeiro? O Conselho de Ética está tentando afastar o presidente da Câmara dos Deputados, mas os aliados impedem de qualquer maneira e também Eduardo Cunha, para prolongar adiar seu afastamento, abre abriu um processo de impeachment contra Dilma, no mês de dezembro de 2015, mas só em março que ele foi retomado o assunto e foi aprovado por votação.

Sobre fortes pressão Sob forte pressão, o Governo Dilma está a um passo de ser exonerado, mas mas, da forma que os processos e as jogadas andam, está um pouco mais longe de acontecer o impeachment. Os defensores dizem que a presidente não cometeu nenhum crime, muitas duvidas repercute dúvidas repercutem, mas tem que ser investigado do inicio início ao fim o que foi cometido, assim se tem a certeza de um crime.

Comentário geral

Texto confuso e prolixo. Ao tentar fazer uma análise detalhada da situação política do Brasil atual, o autor se perde em afirmações confusas, que mais expõem fatos do que os articula para formar argumentos. Pior ainda, perde o foco e não toma uma posição diante da questão do impeachment. De resto, não faltam contradições, até na conclusão que insiste no óbvio: as investigações devem continuar, mas foram elas que deram início ao processo todo.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) decisão de melhoria é um termo amplo demais e, portanto, ambíguo; corte de públicos é um disparate. b) Levando tudo o que foi dito no começo, a conjunção adversativa contudo não faz o mínimo sentido. Pelo que foi dito antes, certo seria dizer por isso está sob forte pressão o governo... c) A Operação Lava Jato não apura a satisfação do povo com os políticos, nem que não haja nenhum capaz de tomar posse.

2) Segundo parágrafo: as frases em vermelho são caóticas. Não refletem corretamente os fatos e têm sintaxe truncada. Na ânsia de abranger todos os problemas, o autor acaba se atrapalhando e perdendo de vista a mensagem que quer passar.

3) Terceiro parágrafo: não se deve fazer profecias numa redação: dizer que, tendo um cargo hoje, Lula vai ganhar a eleição de 1918 é uma profecia.

4) Quarto parágrafo: Mais confusão e também contradição, ao reduzir o impeachment a um duelo entre Dilma e Eduardo Cunha, depois de ter mostrado que há vários outros fatores em questão.

5) Quinto parágrafo: a) como o governo poderia estar a um passo de ser exonerado se o impeachment ficar mais longe? Isso é uma flagrante contradição. b) Concluir sugerindo que as investigações continuem é não tomar partido e não responder a questão-tema.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 2,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos