Com mudanças: avanço

NOTA 4,5

No atual cenário econômico do país, as empresas, como forma de redução de custos, optam pela tercerização terceirização, esquecendo do bem-estar financeiro dos funcionários.

É notório notória a dificuldade financeira em que o país está. As demissões alcançando índices alarmantes, segundo a divulgação nos os meios de comunicações e noticiários. Toda a população fica à mercê da atual realidade, principalmente os trabalhadores.

As empresas tercerizam mão-de-obra terceirizam mão de obra cada vez mais, com o intuito de conter os custos e lucrarem o máximo possível. Mas se esquecem que "atras" de mão-de-obra atrás de mão de obra barata, há o trabalhador que necessita de uma remuneração dígna digna para sustentar a si próprio e à sua família.

Avanço seria se houvesse uma mudança na forma de terceirizar terceirizar, mantendo o salário e os benefícios iguais aos de quem trabalha diretamente para uma empresa. Com essa possível mudança na tercerização terceirização, a qualidade dos serviços oferecidos às outras empresas, melhoraria, e empresas melhoraria e, consequentemente, o consumidor seria, até, melhor atendido, por exemplo.

Por fim, para que a tercerização terceirização seja um avanço e passe a beneficiar o bem-estar financeiro do trabalhador, será necessário que ocorram mudanças.

Comentário geral

 

Texto razoável, apesar de superficial e repetitivo. No primeiro e no terceiro parágrafo, o autor diz a mesma coisa, ou seja, que as empresas, preocupadas com o lucro, se esquecem do bem-estar dos seus funcionários. No quarto e quinto parágrafo, igualmente, o autor se repete, dizendo que uma terceirização com mudanças benéficas ao trabalhador seria um avanço. Entre esses dois pares de parágrafos repetitivos, o segundo parágrafo fala da crise econômica do país, mas não a relaciona diretamente à terceirização. Por fim, o que o autor diz em relação à empresa e aos trabalhadores, vale não só para os terceirizados. Além disso, se contratar terceirizados do mesmo modo que se contrata outros trabalhadores, qual a vantagem da terceirização para as empresas? Importante: errar reiteradamente a palavra que é o tema da redação é grave.

 

Aspectos pontuais

 

1) Primeiro parágrafo: esquecer não é uma boa escolha de vocabulário. Não se trata de esquecimento, mas de reduzir custos, independentemente do que isso vai significar para o trabalhador.

2) Segundo parágrafo: essa divagação está isolada do resto do texto. Na verdade, o argumento do governo para sancionar a lei da terceirização, foi exatamente esse: com a crise econômica e o desemprego, criar mecanismos para facilitar as contratações ajudariam a sair da crise. Então, mencionar essa questão sem deixar explícita sua relação com o resto da argumentação é contraproducente.

3) Terceiro parágrafo: não se trata só da repetição do verbo esquecer, trata-se da repetição da mesma ideia apresentada no começo, dessa vez com mais palavras.

4) Quarto parágrafo: a ideia de mudança, que também é repetida no parágrafo seguinte, é problemática: se terceirizar se igualar à contratação normal, ela deixaria de ter as características que tornam a terceirização atraente para os empresários.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 4,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos