Combate a Intolerância

NOTA 0,0

A muitos e muitos séculos atrás Há muitos e muitos séculos, por causa da indiferença dos povos, raças, questões religiosas, classe social, políticas entre outros, até mesmo no século AC. povos de raças diferentes não se casavam e nem religiões se misturavam negros eram escravos, assim observado que a intolerância tem vindo há muito tempo atrás há muito tempo, e assim dando cumprimento a nossa atualidade. Hoje observamos que a liberdade de expressão e escolha têm tem gerado muita polêmica no meio da sociedade, e a mídia por muitas das vezes tem ajudado a combater este tipo de preconceito, assim incentivando a população a à aceitação e a sua liberdade de escolha, como religiosa, política, sexual entre outro,

A intolerância de qualquer espécie pode gerar discriminação e humilhação e assim até a morte, muito morte. Muitos em nosso pais tem país têm perdido a vida por causa da descriminação discriminação que é gerada pela intolerância, na escola, no meio familiar no trabalho e principalmente na rua.

Hoje existem projetos e decretos de lei contra a descriminação discriminação assim dando mais segurança a à população que sofre algum tipo de intolerância seja ela qual for, Para for. Para que isso mude devemos fazer a nossa própria parte assim dando ao fim a intolerância e incentivar as pessoas ao fim deste preconceito, e mostrando a igualdade a todos.

E hoje podemos combater este mal começando pelas escolas, começando ensinar a criança da educação infantil, com a ajuda de pais e professores e diretores ate até aos nossos jovens e adolescentes a igualdade a todos, pois a escola é a primeira porta para um novo mundo.

Comentário geral

Texto muito fraco. Mal chega a ser um texto, levando em conta quantos trechos (em vermelho) estão completamente comprometidos por serem confusos, obscuros e ambíguos, sem falar em redundâncias. Não bastasse isso, o texto evidentemente não é uma carta-convite, como a proposta exige. Também não chega a ser uma dissertação, mas uma série de declarações avulsas e repletas de erros e equívocos sobre o preconceito e a intolerância. Não há como não dar a nota mínima, infelizmente.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) Todo o trecho inicial é agramatical: não existe sintaxe nem lógica. O autor vai amontoando palavras, o leitor até consegue atinar com o que ele quer dizer, mas ele não consegue dizê-lo com um mínimo de organização e clareza. b) A tentativa de fazer uma introdução histórica com datações vagas (muitos e muitos séculos) ou inexistentes (século AC) é lamentável. c) O que significa dar cumprimento à nossa atualidade? d) O parágrafo termina com uma vírgula, em vez de ponto final. Pode ter sido um erro de digitação, mesmo assim, é um erro grave de pontuação.

2) Segundo parágrafo: declarar que a intolerância gera discriminação que é gerada pela intolerância é uma demonstração cabal da incapacidade de formular um raciocínio. 

3) Terceiro parágrafo: o trecho em vermelho é repetitivo como o anterior, além de genérico em excesso. Na verdade esse parágrafo antecipa o próximo, que também é repetitivo a mais não poder.

4) Quarto parágrafo: claro, só podemos educar crianças na infância, do contrário elas não serão mais crianças. Mas o parágrafo, de tão mal escrito é ambíguo. Fica confuso o papel dos jovens e adolescentes (palavras que não deixam de ser sinônimas no contexto). Eles devem colaborar na educação infantil com os pais, professores e diretores? Ou eles também devem ser educados contra o preconceito?

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 0,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos