Conflito entre liberdade de expressão e intimidade: bom senso é necessário

NOTA 5,0

A liberdade de expressão, assim como o direito à intimidade intimidade, são conquistas históricas. Quando um entra em contato conflito com o outro, é preciso pesar com bom senso os dois lados.

Em épocas de regimes autoritários autoritários, como as ditaduras militares na América Latina e fascistas na Europa, a imprensa não tinha liberdade para veicular notícias diversas, esbarrando comumente na censura. Nessas épocas, as pessoas também sofriam graves violações em suas vidas privadas privadas, por meio de tortura e constrangimentos, por exemplo, mas com a ascenção ascensão da democracia no ocidente Ocidente, esses direitos foram amplamente protegidos por lei.

Porém, há casos em que essas garantias são postas em conflito, como esses em que figuras públicas, principalmente políticas, são pauta de notícias que esbarram em sua intimidade. Assim, o alvo dessas matérias, pode requerer sigilo por se tratar da sua vida privada privada, enquanto a imprensa vê imprensa, com isso, considera cerceada sua liberdade de expressão.

Portanto, é preciso avaliar até onde o direito de expressão pode ser abusivo, lesar a honra do cidadão, e cidadão e até mesmo causar transtornos psicológicos ao alvo das notícias. Dessa forma, o bem estar bem-estar do ser humano deve estar à frente da liberdade de expressão expressão, quando esta não for de suma necessidade ao conhecimento público.

Comentário geral

 

Texto regular. Há problemas pontuais de linguagem e gramática, mas, no geral, o texto é claro e apresenta a reflexão (superficial) que o autor fez sobre o tema. Na verdade, o segundo parágrafo, traça um histórico muito sucinto dos direitos, o que não vem propriamente ao caso, pois o tema é o conflito existente entre os direitos constitucionais atualmente. Não é necessário recorrer à História, ainda mais de modo muito breve e simplista, além de equívocos. De modo que a argumentação propriamente dita se dá nos dois últimos parágrafos. É neles que o autor tenta, pesar com o seu bom senso, os dois lados da questão.

 

Aspectos pontuais

 

1) Primeiro parágrafo: não se trata de simples contato, mas de um choque, de uma contraposição, de um conflito.

2) Segundo parágrafo: a) notícias diversas é muito vago. As ditaduras censuras as notícias que lhes são adversas, ou seja, que lhes são contrárias ou assim lhes parece. b) Ser torturado é muito mais que uma violação da privacidade. c) Constrangimentos também é pouco. Na Alemanha Nazista, seis milhões de judeus foram assassinados. Dá para dizer que isso foi um constrangimento? d) Convém lembrar que, na Europa, não foram exclusivamente as ditaduras fascistas que trucidaram os adversários. A ditadura de Stalin na União Soviética matou provavelmente mais gente do que Hitler.

3) Terceiro parágrafo: a) o autor se expressa mal. Há casos em que esses direitos se revelam conflitantes entre si. b) Mais uma vez, o autor opta por uma palavra inadequada. Não se trata de esbarrar, mas de violar, o que é mais grave do que simplesmente esbarrar.

4) Quarto parágrafo: o direito de expressão não é nem pode ser abusivo, em nenhuma medida. Não se trata de avaliar a intensidade de um abuso. Trata-se de ver até que ponto as pessoas não abusam da liberdade de expressão invadindo a intimidade alheia.

 

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 5,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos