Topo

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez



REDAÇÕES CORRIGIDAS - Junho/2017 Internação compulsória de dependentes de crack

Redação corrigida 150

Corrupção à 1988

Erro Alteração Correção

Medidas desumanas foram tomadas na retirada de usuários de drogas na chamada “Cracolândia” cracolândia, alguns bairros da cidade de São Paulo. A internação dos dependentes químicos é necessária para que os mesmoseles se recuperem e saíam do ambiente hostil em que habitam. Entretando Entretanto, o internamento não deve ser compulsório pois compulsório, pois, além de desrespeitar a Constituição brasileira de 1988, a qual assegura os direitos dos cidadãos e a igualdade direitos e a igualdade dos cidadãos, impõe a um indivíduo que não consegue responder pelo seu livre arbítrio um tratamento não requerido pelo mesmo por ele.

O deslocamento deslocamento forçado dos utentes de crack da “Cracolândia” cracolândia forçadamente não deve ser atuada acontecer, deve ser planejada planejado com o intuito de recuperação voluntária, pela atitude de cada indivíduo em procurar assistência assistência, dessa forma obedecendo respeitando os direitos humanos.

Por conseguinte conseguinte, trabalhos que motivem a recuperação dos usuários, possibilitando então a vontade do internamento por conta própria, e através de profissionais especializados na área de reabilitação que possam estar presentes nos bairros onde a crack foi implantado.

Comentário geral

Infelizmente, o texto é muito fraco. Tem equívocos conceituais, erros gramaticais, um título e um último parágrafo que não fazem sentido, para não falar da contradição absurda no segundo parágrafo. Em termos de linguagem, salvam-se algumas frases. Em termos de conteúdo, o autor consegue expressar sua opinião, sem apresentar argumentos válidos ou suficientes para defendê-la. Para piorar, quanto à estrutura, não pode nem ser considerado uma dissertação.

Aspectos pontuais

 

1) O título, com essa crase problemática, parece querer dizer corrupção à (moda de antes da Constituição de) 1988. Só que, sem as palavras entre parênteses, ele simplesmente não faz sentido.

2) Primeiro parágrafo: a) quais foram as medidas desumanas? Por que o autor as considera desumanas? Não basta apresentar um juízo de valor através do adjetivo desumanas. É preciso buscar a objetividade substantiva dos fatos. b) Felizmente, a cracolândia em questão está restrita a um único bairro de São Paulo e não a alguns. c) A internação de dependentes não é uma questão constitucional, mas regulada por lei específica. Por isso, o raciocínio não é válido. d) Se o autor reconhece que o dependente não tem livre-arbítrio ou capacidade de decidir, pois sua saúde mental é precária, logo é impossível sustentar simultaneamente que ele possa escolher ir ou não ir se tratar.

3) Segundo parágrafo: a) não se trata só de um deslocamento. b) Como um deslocamento forçado pode ser planejado de modo a ser voluntário? Se é forçado, não pode ser ao mesmo tempo voluntário. Notar que o sujeito de deve ser planejado é deslocamento forçado.

4) O parágrafo final não tem sintaxe e não chega a ser uma afirmação, uma vez que é composto de orações subordinadas, mas não existe uma oração principal.

 

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 50
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 50
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 50
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0
Nota final 150

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.