Cura para o câncer?

NOTA 3,5

E É de conhecimento geral que o câncer vem causando a morte de muitas pessoas no mundo. Dessa maneira fazendo mundo, fazendo com que muitos países investissem no estudo e cura estudo de possíveis curas da doença. A USP de São Carlos Carlos, sendo um desses institutos que realizam pesquisas dessa doença e de outras, descobriu a fosfoetanolanina que seria a solução para todos os problemas, ou seja, os mais de 100 tipos de câncer. E em pouco tempo uma pílula azul e branca esta está causando uma disputa pela sua liberação, entre cientistas e políticos?

A descoberta da fosfoetanolanina fosfoetanolamina para o câncer foi feita pelo professor Gilberto chierice Chierice em um estudo de mais de mais que durou mais de 20 anos. O medicamento age no corpo imitando uma substancia substância já presente no organismo humano humano, assim o sistema imunológico removeria as células cancerígenas sinalizadas. As pesquisas foram feitas por pesquisadores sérios mais sérios, mas o grande problema e é acreditar que um tipo de medicamento resolveria todos os tipos de câncer.

Com a divulgação do comprimido comprimido, ocasionou-se uma comoção na população brasileira para que a pílula fosse liberada, fazendo com que as autoridades fossem praticamente obrigadas a deliberarem liberar o medicamento a à população. No entanto entanto, os cientista questionam a eficácia da substancia, e que a liberação seria imprudente pois não se saberia as consequências do uso. substância e a imprudência de sua liberação, pois as consequências do uso são desconhecidas.

O que se deve ter em mente e é que a disponibilização do produto sem o estudo devido sobre ele os devidos estudos pode ser muito perigoso em perigosa a longo prazo, pois ninguém pode medir os prejuízos causados pelo medicamento. No entanto, o desespero de muitas pessoas e famílias pela pílula e é muito grande, pois muitas vezes o medicamento e é sua ultima alternativa última alternativa, pois os outros tratamentos não serviria serviriam mais. E por outros tratamentos serem agressivos demais acabam se submetendo a riscos do novo método.

Dessa forma forma, a pesquisa da fosfoetanolanina fosfoetanolamina deve ser incentivada e ampliada pelo governo, para que possam ser efetivadas como tratamento para o câncer. O que traria uma visão positiva para o Brasil como um país de realização. Haja vista que também e necessário é necessária a colaboração da sociedade brasileira com ONGs ONGs, campanhas e incentivo para melhor uso do medicamento. Assim logicamente chegara-se a um consenso do uso do tratamento com a pílula.

Comentário geral

Texto fraco, em que o autor, de fato, não toma uma posição clara sobre o tema, ficando por assim dizer "em cima do muro". O autor simplesmente expõe os motivos da liberação da fosfoetanolamina, sem discutir se isso é um avanço da política sobre as prerrogativas da ciência. Além disso, há muitos problemas de estrutura, de linguagem de conteúdo, que levam a baixar a nota da redação.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) O texto começa mal como uma afirmação genérica e banal sobre o câncer e as pesquisas científicas. b) A USP de São Carlos jamais declarou que a fosfoetalonamina possa curar mais de 100 tipos de câncer. c) O parágrafo termina com uma pergunta que não faz sentido e cuja resposta é um pressuposto da proposta de redação.

2) Segundo parágrafo: claro que pesquisas são feitas por pesquisadores, mas é possível dizer isso evitando a redundância.

3) Quarto parágrafo: a) não se trata de causar prejuízos, mas de o medicamento ser inócuo, ineficaz. b) As pessoas não estão em despero pela pílula. Estão desesperadas pelo câncer e veem a pílula de fosfoetanolamina como uma esperança. c) É difícil atribuir o interesse pela fosfoetalonamina à agressividade dos outros tratamentos. O interesse vem do fato de pessoas que usam a fosfoetanolamina terem relatado melhoras em seu estado geral.

4) Quinto parágrafo: a) o autor fala em pesquisa, no singular, e depois usa a expressão possam ser efetivadas no plural. Além disso não são as pesquisas que serão o tratamento do câncer, mas sim as drogas pesquisadas. b) O parágrafo se encerra com um teor nacionalista despropositado. O foco é tão confuso, que ele não chega a ser de fato conclusivo.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 3,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos