De amor e de esperança o Brasil não desce

NOTA 10,0

Após as famosas manifestações de 2013, muitos achavam que o povo brasileiro havia se tornado politicamente consciente, abandonando seu comportamento apático, outrora conquistado tradicionalmente manifestado, para se tornar mais participativo, sabedor de suas responsabilidades.

Infelizmente, a teoria supracitada essa teoria não vem se confirmando. Qual(is) seria(m) o(s) motivo(s) para isso? Evidentemente a análise para tal questionamento Evidentemente, a resposta não é tão simplória simples quanto gostaríamos.

Há uma imensidão de motivos para tomarmos às ruas e demonstrarmos toda nossa insatisfação com o atual cenário político e econômico (foco no político) , todavia, será que vale a pena o risco de um cidadão de bem se misturar com baderneiros de face encoberta, ser alvejado por tiro de borracha ou sofrer os efeitos colaterais de bomba de gás lacrimogêneo e alcançar como recompensa saborear uma indigesta pizza?

Se tornou Tornou-se corriqueiro testemunharmos deputado deputados correndo com mala recheada malas recheadas de dinheiro e ficando livre livres, senador senadores recebendo propina e se fazendo de vítima vítimas, e até o presidente tendo acolhendo obscuras visitas noturnas na garagem, tudo isso ocorrendo paralelamente a diversos escândalos econômicos.

Após tantas desilusões se torna desilusões, torna-se possível compreender um pouco melhor o comportamento da sociedade brasileira, haja esperança e braço forte! A solução, assim como a análise do problema, é são altamente complexa complexas. Passa por uma completa faxina política, reforma de leis, fim da impunidade e acima de tudo, voto consciente. Só assim voltaremos a viver um sonho intenso, um raio vívido.

Comentário geral

Texto excelente, o autor efetivamente disserta sobre o tema, apresentando argumentos para defender seus pontos de vista, os argumentos são sólidos e válidos. Além disso, há bom humor e originalidade no tom do texto, de modo que, apesar dos pequenos problemas a serem comentados a seguir, não hesitamos em lhe atribuir a nota máxima. Talvez outro corretor descontasse meio ponto em uma ou duas competências, mesmo assim o autor já teria obtido uma nota 9,0. Uma explicação sobre as intervenções em verde: as que estão sublinhadas são sugestões para aprimorar o estilo da redação, as outras são efetivamente correções.

 

Aspectos pontuais

1) Título: a brincadeira com o hino nacional, que funciona bem no texto, não está muito boa aqui, porque não fica clara. Percebe-se a alusão ao hino, mas o significado da frase não faz muito sentido. Talvez, o autor pudesse pensar em algo tipo: um raio de amor e esperança ao Brasil já não desce. Mas é apenas uma sugestão.

2) Primeiro parágrafo: a apatia do povo não foi propriamente conquistada no passado. Ela é uma característica tradicional talvez da maioria dos brasileiros na maior parte do tempo. Mas a História do Brasil está aí para mostrar que por várias vezes o povo deixou a apatia de lado, desde os tempos da Independência do país.

3) Segundo parágrafo: parece que o autor quer dizer que a resposta é complexa e não simples. Simplório significa ingênuo, tolo, tosco.

4) Terceiro parágrafo: o trecho entre parênteses em vermelho é desnecessário e não acrescenta dada de substancial ao que foi dito antes.

5) Quarto parágrafo: se a coisa se tornou corriqueira, é porque a vimos mais de uma vez, então sugerimos o uso do plural. Não importa que o deputado da vez faça. Um carrega dinheiro na mala, outro na cueca, os casos são semelhantes e fica melhor usar o plural. Apenas no caso do presidente sugerimos o uso do até para marcar que, apesar de outros presidentes também serem acusados de corrupção, o autor está se referindo a um episódio protagonizado pelo atual presidente do país.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 2,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 2,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 2,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 2,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 2,0
Nota final 10,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos