Direito de liberdade

NOTA 0,0

A liberdade e a privacidade na vida é são um princípio básico e muito bem desejo em nosso cotidiano.

A prinmeira dama primeira-dama exigiu a sua privacidade pelo fato de não querer se expor em redes sócias sociais, em assuntos que não a deixava a deixavam à vontade. e E preferindo assim, fazendo que tirassem para que, se que se sentisse tranquila em seu dia-a-dia.

Entretanto, muitos a criticaram em fato que poderiam haver coisas explicitas explícitas que muitos teriam duvidas dúvidas sobre sua vida e de seu marido, para que, assim que, assim, desvendasse aquilo que muitos almejam.

Porém, o indivíduo usou isso de uma forma errônea, porque todos nos nós temos direitos de liberdade e isso foi uma invasão de privacidade. Contudo, o jornal quis aproveitar a situação e pegar carrona na noticia carona na notícia, mas não percebendo a desagradavel desagradável situação.

Comentário geral

 

Texto muito ruim. Em termos de linguagem, está recheado de erros de gramática, de agramaticalidades, de informalidade, enfim, não passa nem perto daquilo que é exigido dos candidatos ao Enem ou a outros vestibulares. Em termos de conteúdo, a situação não melhora muito, pois o que se vê é uma interpretação simplória e equivocada dos fatos de que trata a proposta de redação. Em termos de estrutura, todos os parágrafos são problemáticos e mal conectados entre si, de modo que não se trata de uma dissertação, mas de divagações sobre o tema. É difícil acreditar e aceitar que um texto como esse tenha sido escrito por um adolescente em vias de conclusão do Ensino Médio.

 

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: confusa e com um erro grave de concordância, a declaração é óbvia e superficial.

2) Segundo parágrafo: o autor mal consegue narrar os fatos concretos, alterando-os de acordo com a maneira como os entende.

3) Terceiro parágrafo: tudo o que é dito não reflete a situação sobre a qual o autor deveria refletir. A locução conjuntiva em fato que não existe na língua portuguesa. O que ele quer dizer com coisas explícitas? O que muitos almejam? Saber se há coisas explícitas na vida da primeira-dama? Nada faz muito sentido nesse parágrafo, que só comprova a insuficiência do autor em se expressar por escrito.

4) Quarto parágrafo: persistem os mesmos problemas, de modo que mal se entende aquilo que o autor está efetivamente dizendo.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 0,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos