É impossível viver off-line

NOTA 4,0

Esse é um tema muito complicado, pois, por um lado, elas ajudam, mais por outro atrapalha mas, por outro, atrapalham. Existe Existem pessoas que usam as redes sociais para se isolarem do mundo, fechando-se nos jogos on-line, como Candy Crush Saga, Candy Crush Soda Saga, Cookie Jam e muitos outros que a internet nos oferecem, como Papa Pear, Juice Jam e muitos outros. Mas também há as pessoas que se conhecem pelas redes sociais, batem muito papo on-line e acabam namorando e se casando. Ou seja, esse é um tema muito complicado.

É perceptível sabido que as redes sociais facilitaram os relacionamentos em cidades como São Paulo, onde muitas vezes é difícil se deslocar de um lugar a outro para encontrar um amigo. No entanto, eles podem se comunicar todo dia por meio das redes sociais. Da mesma maneira, pessoas que imigraram para o Brasil podem falar, sem gastar muito dinheiro, com os seus familiares que ficaram na sua terra natal, por meio do Tweeter Twitter, do Facebook, e de aplicativos como o Whatsapp e o Skype, que, mesmo não sendo redes sociais, facilitam a comunicação.

Quem reclama das redes sociais não pensa como era difícil a vida quando ela não existia. Vamos imaginar as tribos de índios dos Estados Unidos fazendo sinais de fumaça ou os caras que usavam pombo-correios pombos-correio. Também tem os filmes como Game of Thrones, onde em que usam corvo-correios corvos-correio. Os telefones, também, facilitavam a comunicação, mas não contavam com recursos como publicação de fotos, de vídeos, de músicas, ou seja, serviam apenas para duas pessoas que estavam longe uma da outra ficarem podendo se comunicar, falando, ouvindo, contando, respondendo. Que tédio!

Então, não há como negar que as redes sociais ajudam as pessoas a se comunicar no mundo moderno. A gente pode passar um twitter ou postar no facebook Facebook não importa o local onde a gente esteja. Se isso não facilita a comunicação, o que facilitaria? Além do mais, por meio dos tablets e dos celulares, todos têm acesso a música, vídeos, fotos, games, etc. Então, eu acho sim que as redes sociais são boas.

Portanto, quem critica as redes sociais é porque não sabe usar. Quem sabe, sabe, e usa ficando conectado com todo o mundo. Então, a melhor maneira de resolver o impasse problema é o governo tomar as medidas necessárias para todos terem acesso às redes sociais. Igualmente, a mídia deveria promover uma campanha de conscientização sobre esse assunto, que, apesar de polêmico, é de suma importância.

Comentário geral

Texto mediano. O autor introduz o tema de modo não autônomo e redundante, além de não tomar uma posição sobre ele. Fica em cima do muro afirmando que o assunto é complicado. As coisas melhoram no segundo parágrafo, onde há uma argumentação válida e consistente. A partir daí, a redação desanda, tornando-se divagante e repetitiva, para chegar a uma conclusão aleatória (que contradiz o começo do texto) e uma solução genérica para um problema que não está claramente definido. Além disso, o aluno foi se afastando gradativamente do tema até perdê-lo de vista.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) Falta autonomia, o autor não diz sobre o que está falando, remete à proposta, dizendo este é um tema. O leitor não tem como saber sobre o que o texto fala se não conhecer o tema. b) Redundância: para que enumerar jogos duas vezes? E repetir também muitos outros. c) O autor repete aqui o que já disse no começo do parágrafo.

2) Terceiro parágrafo: a) Entre o surgimento da internet e os sinais de fumaça, surgiram muitas outras formas de comunicação mais tecnológicas, como o próprio telefone, que o autor cita a seguir. B) O parágrafo se encerra com uma divagação sobre as linhas telefônicas e uma desnecessária expressão de sentimento.

3) Quarto parágrafo: repete com outras palavras o lado positivo das redes sociais.

4) Quinto parágrafo: a) essa conclusão não decorre de nada do que foi dito antes. b) As sugestões de solução são vagas e genéricas, além do fato de não se saber ao certo para que problema são dadas essas sugestões. Certamente, não para o problema do tema.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 4,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos