Em pleno século XXI

NOTA 2,5

Em pleno século XXI, no Brasil, é alto o número de preconceito por homossexuais índice de preconceito contra homossexuais. Ainda assim a assim, há indivíduos que acham que acham acham que homossexualidade é doença por não atender os princípios conservadores.

Foi criado um projeto para que homossexuais pudessem fazer terapia para que, com isso elas isso, eles fossem curadas curados de suas respectivas "doenças" sua "doença". A psicologia deve ser usada para ajudar as pessoas com assuntos de extrema dificuldade.

Não deveríamos tratar a orientação sexual como doença, pois o câncer está na homofobia de indivíduos que não aceitam a vida a dois de outras pessoas.

O governo poderia disponibilizar tratamento para pessoas homofóbicas, pois não é normal, nem mesmo sensato, sair as às ruas propagando ódio, e ódio e causando constrangimento. Existe uma lei que diz: "Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza..." isso evidência evidencia que não precisa-se se precisa de tratamento e sim de respeito ao próximo.

Comentário geral

 

Texto muito fraco, cuja leitura possibilita apenas compreender o núcleo do pensamento do autor: homossexualismo não é doença e tratá-lo como tal é preconceito. Fora isso, o autor se expressa muito mal, de modo confuso, por meio de parágrafos que são declarações avulsas, não conectadas, ou ao menos não corretamente conectadas entre si. O autor não deu um título à redação e, para identificá-la, usamos suas palavras iniciais.

 

Aspectos pontuais

 

1) Primeiro parágrafo: os conservadores podem ser de opinião de que a homossexualidade é uma doença, mas não porque ela não atende a quaisquer supostos pré-requisitos do conservadorismo. Isso não faz sentido.

2) Segundo parágrafo: a) o autor não sabe expor o fato que gerou o tema da redação: não foi a criação de nenhum projeto. b) O parágrafo se encerra com uma frase avulsa e que também não faz muito sentido. A psicologia deve ser usada para ajudar as pessoas com assuntos de extrema dificuldade? Que significa isso? Que as pessoas podem usar a psicologia para resolver problemas de cálculo diferencial?

3) Terceiro parágrafo: homofóbicos são cancerosos por que não aceitam a vida a dois? Certamente não e nem foi isso que o autor quis dizer. O problema é que por suas próprias palavras é impossível saber o que ele quer dizer.

4) Quarto parágrafo: o autor fala sobre dois tipos de tratamento, mas não deixa claro a que tratamento está se referindo no final do parágrafo, gerando uma aparente contradição: o governo deveria disponibilizar tratamento, mas como todos são iguais perante a lei, não é necessário tratamento...

 

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 2,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos