Emigração

NOTA 4,0

Desde o período do Brasil colônia, o fluxo de migrantes tem sido intenso, sendo que a chegada de portugueses e espanhóis nas Américas foi apenas o início do aumento da movimentação de indivíduos no continente, principalmente no Brasil. Apesar deste desse fato, atualmente existe um forte sentimento de necessidade de emigração surgindo entre os jovens brasileiros.

Tendo em vista que muitos indivíduos da faixa etária de 16 a 24 anos logo irão ingressar no mercado de trabalho, um dos principais argumentos utilizados para justificar o desejo de sair do país é a ideia de baixa estabilidade instabilidade econômica no do Brasil. A dinâmica do funcionamento dos países geralmente sofre alterações de acordo com decisões a ações políticas, sendo elas relacionada direta ou indiretamente ao setor da economia. Com isso, o cenário instável da política na contemporaneidade contribui para a manutenção desta ideia que grande parte dos jovens possui em relação aos setores da economia.

Além disso, argumenta-se que a falta de investimento do governo em saúde e em educação pública - tanto básica como superior - é um ponto determinante para a preferência por outros países. Saúde e educação são fatores imprescindíveis para o desenvolvimento do país, uma vez que estão ligados à qualidade de vida da população e com o ao desenvolvimento de novas ideias. É possível observar, no Brasil, o fenômeno denominado "fuga de cérebros", que está relacionado ao fato de pessoas com alta qualificação profissional e/ou acadêmica migrarem para outros países, levando para estes esses locais conhecimento e tecnologias que poderiam ter sido aplicados e utilizados no país de origem.

Ademais, existem também fatores culturais, como a influência de filmes e séries, altamente presentes no cotidiano de parte da população jovem, que enaltecem o modo de vida dos estrangeiros, principalmente dos norte-americanos e dos europeus. A partir destes fatores, é possível afirmar que a inversão do fluxo migratório no Brasil é justificado justificada, tendo em vista diversos setores da sociedade, como a economia, a cultura e a política.

Comentário geral

Texto fraco, prejudicado pelos problemas graves assinalados em vermelho, que serão comentados a seguir. A redação poderia ter tirado uma nota maior se respeitasse a exigência da competência 5. No entanto, o autor parece ter entendido que o objetivo de sua conclusão seria apenas justificar os jovens que optam pela emigração, sem encarar a questão como um problema a ser resolvido.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) há um equívoco histórico entre colonização e imigração no Brasil Colônia. b) O autor não deu conta de deixar claro o que está tentando dizer: que, apesar de ter sido um país formado por imigrantes, o Brasil hoje se tornou um país de emigração.

2) Segundo parágrafo: o trecho em vermelho é de tal forma confuso, que mal se entende o que o autor está tentando dizer. Aparentemente, ele quer dizer que a instabilidade econômica, somada à crise política, deixa os jovens desesperançados com seu país. Mas isso é interpretação, o autor precisava ser mais claro e objetivo.

3) Terceiro parágrafo: é concluído com uma afirmação deslocada sobre a fuga de cérebros, que faria mais sentido na introdução. Aqui o aluno estava tentando explicar os motivos da emigração dos jovens (que inclui a fuga de cérebros)

4) Quarto parágrafo: a conclusão é inadequada e não apresenta uma sugestão de intervenção para resolver o problema.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 4,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos