Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Julho/2019 A ciência na era da pós-verdade

Redação corrigida 380

Fatos que desaparecem

Inconsistente Erro Correção

A ciência passou por constantes descobertas ao longo dos anos e atualmente está no seu auge junto à tecnologia, ela tecnologia. Ela é um fator decisivo em determinados assuntos. Entretanto, ainda existem coisas em que a ciência não é capaz de comprovar.

No passado passado, quando a ciência ainda era precária precária, a maioria dos fatos surreais que aconteciam sempre era ligada de alguma forma a à religião, por exemplo, o surgimento de tempestades tempestades, que era visto como obra de deuses enfurecidos.

Hoje em dia dia, vivemos em uma era pós-verdade, onde em que começam a surgir duvidas dúvidas sobre a ciência, se tudo na verdade não é manipulação por interesses políticos ou simplesmente uma grande conspiração. Um conceito que cresceu bastante nos últimos anos foi a teoria da terra Terra plana, que tem um apoio de aproximadamente cem mil, existem mil pessoas. Existem diversas provas de que a terra Terra tem um formato esférico, porém os "terraplanistas" ignoram fatos como, como o de a lua ser uma esfera (seria muito incomum apenas a terra Terra ser plana no nosso universo), a gravidade, poder dar uma volta ao mundo e etc etc.

Pensar fora do padrão é algo que todos temos que praticar, contudo defender teorias sem a menor viabilidade probabilidade é um atraso no nosso pensamento e abertura para uma mente ignorante.

Portanto deve se Portanto, deve-se criar seu próprio julgamento sobre esse tipo de questão questão, mas considerando fatos e não teorias.

Comentário geral

Texto fraco, que nem chega a ser propriamente uma dissertação. Está escrito em linguagem informal, com muitas imprecisões.

Competências

  • 1) Linguagem excessivamente simples e coloquial, com imprecisões e ambiguidades. Ver os trechos assinalados em vermelho no primeiro, quarto e quinto parágrafos, em que o autor não consegue deixar claro o que quer dizer.
  • 2) Há uma compreensão do tema, mas o desenvolvimento deixa a desejar, principalmente quanto à estrutura dissertativa. Cada parágrafo é autônomo, ligando-se implicitamente aos outros pelo assunto de que tratam.
  • 3) A análise do tema é muito superficial. Há equívocos conceituais como "fatos surreais" para designar "uma tempestade", ou a mistura entre "conceito" e "teoria". O único parágrafo que apresenta uma argumentação é o terceiro, no seu último período. Ainda assim, o autor desqualifica os terraplanistas afirmando que eles ignoram coisas das quais, na verdade, eles discordam (não importa se eles estão certos ou errados: eles apresentam argumentos, como se vê na coletânea que acompanha a proposta de redação).
  • 4) Não há tese, nem argumentação, então não existem recursos linguísticos para construir uma dissertação propriamente dita.
  • 5) A conclusão, formulada nos dois últimos parágrafos, não apresenta sugestão de intervenção e está marcada pelas ambiguidades da redação.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 80
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 120
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 80
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 20
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 80
Nota final 380

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.