Fenômeno acelerado: erotização infantil

NOTA 0,0

É notório que a erotização infantil precoce vem ganhando destaque no cenário atual. Dentre tantos fatores suas várias causas, merecem ressalvas destaque: ambientes com informações inadequadas, exposição do corpo e assédio em tempo integral. É Para evitar problemas, é fundamental o acompanhamento constante dos responsáveis.

Em princípio, vale lembrar que meninos e meninas frequentam ambientes, tais como bares, e escutam informações inadequadas sobre sexo, mulheres e bebidas. Por isso, crianças entendem o mundo e nele integram, se integram de forma errada, a partir da maneira como fora apresentados a ele.

Ademais, vale ressaltar que não são poucas as oportunidades as nas quais crianças estão tendo de conviver com estão expostas a propagandas, filmes, desenhos animados, novelas, visto que despertam a exposição do corpo humano proporcionando animados e novelas, que exibem a nudez ou seminudez do corpo humano, despertando a curiosidades aos dos menores de idade. Portanto, essas exposições de corpos afetam a levam à puberdade precoce infantil.

Além disso, deve-se lembrar que o assédio é em tempo integral, principalmente, em redes sociais e aplicativos, nos quais são vigiadas por pedófilos que se aproveitam de postagens de fotos, bem como sejam elas vulgares ou ingênuas. Logo, cresce o acesso às páginas que mostram crianças e adolescente adolescentes

Dado o exposto, a fim de resolver essa temática problemática da erotização infantil que afeta precocemente as crianças e adolescentes, é fundamental o acompanhamento dos responsáveis para que possam denunciar coerções de abuso de limites para o fato de sexualidade infantil de forma autoritária e desqualificadora.

Comentário geral

O autor não desenvolveu o tema proposto. Quando muito, examinou um assunto a ele relacionado, a erotização infantil, mas nada disse acerca dos limites da arte. Isso é entendido pelos corretores como fuga do tema e é motivo para atribuir um zero à redação, ainda que ela tenha algumas qualidades, pois é, de fato, uma dissertação argumentativa, em que o autor defende um ponto de vista. Por isso, vamos tratar dos problemas pontuais do texto, mesmo que ele já tenha sido penalizado com a nota mínima.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: esse assédio em tempo integral é um exagero e o autor só se dá o trabalho de explicá-lo no quarto parágrafo, mesmo assim de modo inconvincente.

2) Segundo parágrafo: também é exagerada a afirmação de que meninos e meninas frequentem bares. Adolescentes, sim. Crianças, não. Além do mais, quando se quer enunciar alguns exemplos de ambientes, não é possível citar apenas um: os bares.

3) Quarto parágrafo: O assédio em tempo integral está mal explicado. O fato de pedófilos fazerem postagens em redes sociais visando atrair suas vítimas não está diretamente relacionado ao aumento do acesso a sites que mostram crianças e adolescentes. Além do mais, simplesmente mostrar crianças e adolescentes expressa mal o que o autor da redação tem em mente, que é mostrar menores de idade de modo erotizado, no mínimo.

4) Quinto parágrafo: a) a conclusão se repete com as mesmas palavras usadas no primeiro parágrafo. b) A frase final é obscura, pois o autor combinou mal as palavras, sem dar a entender com precisão qual o seu significado, que é muito simples e se resume a atos de pedofilia.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 0,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos