Filantropia: cultura essencial no Brasil

NOTA 3,0

Ao analisar a sociedade brasileira, é perceptível percebe-se que há pessoas com recursos bem além de suas necessidades, e outras, com outras com bem menos, tendo em vista isso menos. Tendo isso em vista, seria uma atitude natural, a filantropia, mais conhecida como "amor à humanidade" , porém, essa atitude está escassa no Brasil, por parte daqueles que podem ajudar aos necessitados.

No Brasil, a maior parte da população, desconhece população desconhece uma educação de qualidade, uma biblioteca pública, e pública e até mesmo uma boa alimentação, pois esta maioria, se maioria se depara com esses problemas sociais, como também a falta de emprego, por consequência da insuficiência dos recursos oferecido pelo Governo Federal. Vendo isso, alguns milionários decidiram tomar a iniciativa dar uma ajuda de de doar uma parte de seus bens para aos menos favorecidos, exercendo a prática filantrópica.

Mesmo já havendo filantropos, ainda é pouco baixo o número desses, pois o Brasil é um país onde há muita ambição e egoísmo por egoísmo. Por isso a ajuda ao próximo nesse neste século XXI poderia ser maior, sendo a prática filantrópica pouco conhecida, necessária para humanidade e até de ajuda para o desenvolvimento do país.

Tantas pessoas tem têm a oportunidade de obter muitas riquezas ao contrário das demais, sendo importante a implantação cada vez mais da filantropia no país, com o estímulo dos que já praticam essa cultura, pois isso elevaria o desenvolvimento da sociedade, principalmente a educação brasileira.

Comentário geral

Texto fraco, que não segue uma linha de raciocínio. Ao contrário, limita-se a constatar que há poucos filantopos no Brasil e que seria bom que houvesse mais para a sociedade brasileira se desenvolver. De resto, o autor diz isso de modo desorganizado e confuso, com muitas divagações, numa linguagem que está longe do que se pode chamar de norma culta.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) filantropia, etimologicamente, significa amor à humanidade. Não se trata de ela ser mais conhecida como amor à humanidade. b) O autor escolhe mal as palavras que emprega. O que significa dizer que a atitude filantrópica está escassa no país. Por acaso ela já foi abundante no passado? Por que não dizer simplesmente que atitudes filantrópicas não são comuns, não são frequentes, corriqueiras, usuais no país? Como é possível medir a escassez de atitudes?

2) Segundo parágrafo: a) O autor insiste em repetir que está falando do Brasil em todos os parágrafos. Não há necessidade de se repetir tanto assim. b) De um modo tosco, o autor tenta apresentar as causas da pobreza no Brasil: o governo não oferecer recursos ao povo. Extrai daí a conclusão que os ricos, vendo a insuficiência do governo, resolveram suprir as carências nacionais. Quer dizer que em países onde há governos mais comprometidos com a população a filantropia é desnecessária? O autor deveria pelo menos dar um exemplo disso, para comprovar seu ponto de vista.

3) Terceiro parágrafo: a) como medir os índices de ambição e egoísmo num país? Como ter certeza que a ambição e o egoísmo prevalecem no povo brasileiro de um modo geral? b) De resto, o autor salta do Brasil para falar de toda a humanidade, afirmando agora que a filantropia não é muito conhecida.

4) Quarto parágrafo: a) Tantas pessoas? Serão mesmo tantas assim? Há mais ricos do que pobres no Brasil? b) De resto, o texto termina dizendo mais uma vez que deveria haver mais filantropia no Brasil, pois isso seria benéfico ao desenvolvimento nacional. Na verdade, ele já disse praticamente essas mesmas coisas com outras palavras ao longo de todo o texto.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 3,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos