Filantropia: fazer o bem sem olhar a quem

NOTA 1,0

Há alguns anos pessoas influentes começaram a investir em um novo movimento: a filantropia. Essas pessoas investem em atitudes e doam fortunas para ajudar o próximo. Mas esse movimento realmente beneficia alguém?

Um bilionário criou uma organização filantrópica que visava ajudar ao próximo, mas seu real objetivo era melhorar a sua imagem que estava muito desgasta desgastada naquela época. Muitos artistas e famosos aderiram a essa causa como o ex-casal Angelina Jolie e Brad Pitt.

Entretanto Entretanto, alguns adeptos do movimento utiliza-o como um "passaporte" para o céu ou para causarem uma impressão de bom samaritano nas mídias. Uma certa passagem bíblica relata que quando fisermos fizermos uma boa atitude não devemos demontrar demonstrar a tal. Porém existe uma parcela que faz uma atitude pura e verdadeira, pensando somente no próximo.

Portanto investir na saúde, na qualidade de vida e na educação igualitária para todas e todos é sim um ótimo exemplo a seguir.

Comentário geral

Infelizmente, o texto é muito fraco. O autor não consegue expor os fatos que geraram a proposta de redação, apresentando-os de modo impreciso e extremamente generalizado. Justamente por isso, seus argumentos são fracos e não conseguem persuadir o leitor. Como alguém vai se deixar convencer por fatos tão imprecisos e genéricos? De resto, o autor sequer responde a pergunta que ele mesmo lançou no primeiro parágrafo, pois ele só se interessa em ficar dizendo que tanto há filantropos sinceros, quanto oportunistas.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) A primeira declaração é uma síntese mal feita (pois é imprecisa e genérica) dos fatos que integram a proposta de redação. b) Filantropia não é um novo movimento. Já existe há muito tempo. c) Os investimentos não são em atitudes. São em organizações, instituições, etc. d) A pergunta não será respondida nos parágrafos que seguem.

2) Segundo parágrafo: a) Muito ruim: quem é esse bilionário? Como o autor sabe que ele fez doações para se autopromover? b) Que causa o casal abraçou? A da filantropia como autopromoção? Parece ser isso que o autor afirma.

3) Terceiro parágrafo: a) o verbo concorda com o sujeito e deveria estar no plural: utilizam. Como há o pronome, o correto seria utilizam-no. b) Entende-se o que o autor quer dizer com passaporte para o céu. As aspas são dispensáveis. Mas tanto aqui quanto na referência ao bom samaritano, o raciocínio do autor é simplório. c) Assim como no parágrafo anterior, tudo o que o autor declara aqui é que há filantropos verdadeiros e falsos (os que usam da filantropia para se autopromover).

4) Quarto parágrafo: o que é uma educação igualitária? Uma educação que prega o igualitarismo? Uma educação que passa para todos conhecimentos iguais? A expressão é ambígua.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 1,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos