Filantropia: um gesto de amor

NOTA 3,0

No que se refere à filantropia, é possível afirmar que é um lindo gesto de amor ao próximo próximo, que vem ganhando força no mundo atual. Haja visto, que atual, haja visto que alguns milionários e Bilionários bilionários estão efetuando doações para algumas obras sociais, não só trazendo um espírito de solidariedade, mas também dando um exemplo ao mundo. Diante de um mundo tão desigual, é importante acabar com essa ganância e olhar para quem mais precisa.

Relevante ao lindo gesto, podemos mencionar que muitos seres humanos sofrem com a desigualdade social, não tendo nenhuma oportunidade de trabalho, estudo, vivendo na total miséria. E são esses gestos de solidariedade que podem fazer melhor nosso mundo. Como disse o Pastor Americano pastor americano Martin Luther King King, "Toda hora é hora de fazer o que é certo.". certo".

Somado a isso, precisamos abraçar a causa, essa causa e sair do nosso conforto conforto, nos colocarmos no lugar do próximo, ajudando não somente com capital dinheiro, como também prestando algum serviço, levando alegria a um povo que a quem tanto sofre.

A filantropia é, portanto, um emocionante gesto que deve ser propagado um exemplo a ser seguido em todo o mundo. Para mundo, para, assim, amenizar essa desigualdade entre nós, levando oportunidade de uma vida melhor para todos.

Comentário geral

Texto fraco. O autor se afasta do tema, que é um tipo específico de filantropia, a de gente muito rica que doa parte de sua fortuna para obras sociais. O autor entende filantropia como caridade e amor ao próximo. Não é um erro, mas não é a abordagem adequada à proposta. Não bastasse isso, o texto expõe um emocionalismo exagerado, apelando repetitivamente para expressões como lindo gesto, emocionante gesto. Uma dissertação é um gênero de texto que deve ser escrito com a lógica e não com a emoção, com a cabeça e não com o coração. Infelizmente, o autor parece não ter compreendido isso e extravasou seu sentimentalismo ao longo de todos os parágrafos.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) é melhor ir direto ao ponto. Com sua frase enrolada, o autor está querendo dizer simplesmente: a filantropia é um lindo gesto de amor ao próximo. b) Será que o fato de alguns bilionários fazerem doações para algumas obras sociais é suficiente para comprovar, sem sombra de dúvida, que a filantropia ganha força no mundo? Melhor seria se o autor tivesse sido mais preciso, apontando exemplos ou estatísticas. c) Não é apenas a desigualdade social o foco da filantropia. d) que ganância? Quando o autor fala em essa ganância, o pronome essa remete a um tipo de ganância já mencionado anteriormente. Mas o autor não falou de ganância antes, então não há como saber ao que se refere o pronome essa. Aliás, o autor conseguiu errar no uso do pronome demonstrativo tanto ao empregá-lo, como ao deixar de empregá-lo, no terceiro parágrafo.

2) Segundo parágrafo: a) mais uma vez o emocionalismo, o lindo gesto, só não dá para entender porque é relevante para o lindo gesto o fato de existir a miséria. Além disso, desigualdade social não se refere somente a quem está no degrau mais baixo da escala social, aos miseráveis. A miséria é um extremo, também existe a pobreza, que é menor que a miséria, existem os remediados, os quase ricos, enfim desigualdade social por si só não é miséria. b) Aqui o autor usou o pronome demonstrativo certo, mas em número errado: no plural, quando deveria ter optado pelo singular, pois, por esses gestos, ele se refere apenas ao lindo gesto que inicia o parágrafo.

3) Terceiro parágrafo: aqui o autor tinha de usar o essa, para deixar claro que a causa a ser abraçada é a causa da filantropia, mencionada anteriormente.

4) Quarto parágrafo: mais emocionalismo. O lindo gesto agora se tornou o emocionante gesto. A impressão que se tem é que o autor pensa que foi chamado a fazer um elogio da filantropia, derramando no papel sua adesão emocional à prática que gerou o tema de redação. Como se o fato de ele se desmanchar em sentimentalismo filantrópico pudesse ajudá-lo a sensibilizar quem vai corrigir sua redação. Não são os bons sentimentos do autor que devem ser avaliados.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 3,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos