Filantropia:um exemplo a ser seguido

NOTA 6,0

A Filantropia é a atitude de ajudar o próximo, os mais necessitados. É uma maneira de atenuar a distribuição desigual de renda, onde em que a concentração da riqueza fica nas mãos de poucas pessoas.

Alguns cidadãos, com poder aquisitivo elevado, costumam praticar a filantropia, doando parte significativa da sua fortuna para criar ou manter organizações com a finalidade de patrocinar obras sociais, ajudar os necessitados. Não somente esses sujeitos eles devem ter esse papel social, mas qualquer indivíduo que tenha a intenção de ajudar pessoas ou causas, como por exemplo: o como, por exemplo, o voluntariado o voluntário, que investe parte do seu tempo para contribuir com uma causa solidária, sem receber qualquer tipo de remuneração. Ações desse tipo, devem tipo devem servir de exemplo a ser seguido. De fato, a filantropia não resolverá os problemas sociais, que são de responsabilidade do Governo governo, mas amenizará o sofrimento e trará esperança as às pessoas carentes.

Portanto, a filantropia é complementar ao setor público. Ela faz algo para as pessoas onde o Governo que o governo ainda não conseguiu chegar, atingir, principalmente nas comunidades carentes. É fundamental São fundamentais os investimentos nas áreas da educação e da saúde, voltados às crianças e adolescentes menos favorecidos. Assim, esses jovens receberão as mesmas oportunidades na sociedade.

Comentário geral

Texto razoável. Em termos de linguagem, o autor consegue escrever com clareza e comete poucos erros significativos. Em termos de estrutura, ele sabe encadear os parágrafos, dando coesão ao texto e seguindo uma linha de raciocínio. O conteúdo, no entanto, deixa a desejar. O autor confunde filantropia e caridade. Não se trata somente de doar dinheiro aos necessitados, mas também de investir em obras sociais, que podem incluir doações em benefício das artes e das ciências.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: o sentido que o autor apresenta de filantropia, tomando a palavra como sinônimo de caridade não é de todo correta, em especial em relação ao sentido em que a palavra é empregada na proposta de redação. A filantropia do tema refere-se especificamente ao investimento social de milionários e bilionários.

2) Segundo parágrafo: a) não é o poder aquisitivo que está em questão. Poder aquisitivo é um conceito relativo e aplicado aqui de modo equivocado. Com a expressão, o autor quer se referir ao milionários e bilionários, como está na proposta. b) qualquer indivíduo pode ser voluntário, pode aderir ao voluntariado, mas qualquer indivíduo não pode ser voluntariado.

3) Terceiro parágrafo: não está errado dizer que a filantropia faz algo, mas, vamos e venhamos, trata-se de uma expressão muito imprecisa, pois esse algo pode ser quase tudo ou um pouco menos que nada.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,5
Nota final 6,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos