Intolerância e suas transgressões

NOTA 3,5
Intolerância religiosa é toda forma de agressão, sendo ela física, verbal ou até mesmo reclusão de um indivíduo por sua crença. Ato transgressor que infelizmente com que, infelizmente, é comum nos depararmos, sobretudo no Brasil que, apesar de ser um país laico, possui uma variedade de religiões.

Em contrapartida as às demais crenças, existe existem duas que geralmente são alvos constantes de repúdio, atos descriminatórios discriminatórias e violentos, sendo elas as religiões Afrodescendentes afro-brasileiras.

Um dos casos mais recentes que reforça essa problemática social exemplifica esse problema social foi a garota de 11 anos, apedrejada após sair de um evento religioso, no Rio de Janeiro, por dois homens. Ambos portavam uma bíblia Bíblia nas mãos. A agressão teria ocorrido pelo simples motivo da mesma pertencer ao candomblé.

Todavia, assim como ela, há outras pessoas obrigadas a omitir suas crenças por medo de perseguições e represálias que que, com o passar do tempo mostra-se cada vez maior e mais explícita tempo, mostram-se cada vez maiores e mais explícitas.

Faz-se necessário necessária a criação de projetos, campanhas e debates em instituições públicas e privadas, como escolas, universidades, empresas e outros, acerca dessas atitudes repugnantes. Visando repugnantes, visando a conscientização coletiva afim coletiva, a fim de mostrar que o respeito mútuo deve abranger até mesmo a própria religião.

Comentário geral

Texto fraco, pois é basicamente expositivo e não argumentativo. Nos quatro primeiros parágrafos, o autor se resume a apresentar fatos, sem tentar analisar suas causas e consequências, sem discutir o assunto, e é essa a proposta da redação: discutir o tema. Não bastasse isso, há erros consideráveis de gramática.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) não é verdade que a intolerância religiosa aconteça sobretudo no Brasil. Basta lembrar os conflitos entre xiitas e sunitas em países islâmicos para ver que há países onde o problema é muito mais grave. b) O Brasil, como a maioria dos países do mundo, é laico. Mas não há contradição nenhuma entre o Estado ser laico e a população do Estado ser religiosa ou ter várias religiões. O Estado é laico porque não pode professar uma crença, nem criar leis estabelecendo qual religião deve ser seguida pela população, como devem ser suas práticas religiosas, etc. Não pode ser regido pelas crenças religiosas e deve facultar a convivência pacífica dos diversos credos religiosos.

2) Terceiro parágrafo: Todo pronome se refere a um antecedente, nome que está explícito imediatamente na frase anterior. Ora, o nome na frase anterior é Bíblia. Logo, o aluno, sem querer, afirma que a Bíblia pertence ao candomblé. Escrever não é tão simples quanto falar. É preciso estar atento às relações que as palavras têm no interior das frases.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 3,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos