Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Novembro/2018 A onda conservadora e o Brasil nos próximos anos

Redação corrigida 520

Inversão política

Inconsistente Erro Correção

Ao se refletir sobre a questão de referências políticas políticas, é importante destacar que o país vivenciou, por mais de 12 anos, um Estado de esquerda com tendências comunistas. Durante esse período, o Brasil apresentou acréscimos nos índices de violência, desemprego e corrupção. Nesse sentido, a eleição do candidato Jair Bolsonaro - adotante de uma reforma política no país - nada mais é que um pedido de socorro por parte da população brasileira.

Inicialmente, a visão conservadora ganhou grande repercussão com a transparência das operações Lava Jato, que fez transparecer crimes dos mais diversos contra a Administração Pública administração pública. Dessa forma, a má gestão por parte dos representantes parlamentares no Congresso Nacional – a grande maioria envolvida em esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro com o Partido dos Trabalhadores (PT) – incentivou ideias opostas e aproximou seus eleitores de um posicionamento de direita e liberal.

Além disso, é imprescindível a reforma da previdência social, a qual em uma posição conservadora e liberalista poderá inverter o atual cenário de déficit de mais de 150 bilhões de reais, adotada pelo candidato eleito. adotada pelo candidato eleito, a qual poderá acabar com o atual déficit de mais de 150 bilhões de reais, por seguir as premissas do liberalismo econômico. Ademais, algumas ideias adotadas por essa onda conservadora são: diminuir são diminuir o custeio da máquina pública, corte de cortar gastos com “super salários” supersalários e remanejo remanejamento do orçamento público.

É, portanto, lícito constatar que um novo padrão de vida surgirá nos próximos anos. Assim, a fim de se obter um mundo isonômico, com igualdade de valores sociais e econômicos, não só as pessoas devem criticar o governo de forma construtiva, sem ódio, como também permitir, com mais tolerância e respeito, ideias que divergem das suas visões de mundo.

Comentário geral

Texto mediano. O autor se revela favorável ao conservadorismo, do que ele tem todo o direito. Mas ele não consegue criar uma argumentação sólida para justificar o seu ponto de vista. O texto tem problemas de coesão e ambiguidade linguística e conceitual, de modo que não se desenvolve uma linha de raciocínio, o que é essencial para uma dissertação argumentativa. Com todas as suas insuficiências, no entanto, nota-se o esforço do autor para refletir sobre o tema e, efetivamente, dissertar, mérito que o traz para um patamar regular e indica seu potencial de aprimorar seu desempenho em futuras redações.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) o que o autor chama de “referências políticas”? Aparentemente, a questão que ele quer discutir se diria simplesmente com o substantivo “política”. b) Há erros conceituais aqui: o governo foi de esquerda, mas a diferença entre governo e Estado na democracia é justamente o fato de se poder rejeitar governos por meio das eleições. De modo que a frase seria mais correta, assim: “durante mais de doze anos, o país foi governado pela esquerda”.

2) Segundo parágrafo: a) a Operação Lava Jato não fez “repercutir” o pensamento conservador. Combateu, sim, a corrupção e, com isso, abalou a credibilidade do partido que estava no poder. b) A expressão “a transparência... fez transparecer” é de uma redundância inaceitável. c) Mais equívocos de conteúdo: a gestão do país é do âmbito do Executivo, não do Legislativo, isto é, do Congresso. d) Em termos sintáticos, a expressão “seus eleitores” se refere à uma propriedade do sujeito da oração, que é “má gestão” e a “má gestão” não tem eleitores, no sentido literal. O autor se confunde ao usar a linguagem em sentido literal e figurado.

3) Terceiro parágrafo: a) Há um salto entre este parágrafo e o anterior. É um problema de coesão. Não há relação direta entre corrupção e necessidade de reforma da previdência. O autor mudou abruptamente de assunto. b) Mais problemas conceituais: rigorosamente, “conservador” e “liberal” são opostos entre si. Atualmente, apenas no âmbito econômico, conservadores e liberais estão próximos. c) A “onda conservadora” é uma expressão figurada e não pode “adotar ideias”.

4) Quarto parágrafo: a) em primeiro lugar, não se trata de uma questão de ser lícito ou ilícito. b) Em segundo lugar, é impossível “constatar” o futuro. c) “Mundo isonômico”? Estamos falando do Brasil e não do mundo. d) Mais do que fazer uma sugestão de intervenção, o autor dá conselhos a quem não é favorável aos conservadores. Não é isso que a proposta exige.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 120
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 120
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 80
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 120
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 80
Nota final 520

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.