Manual de uso das redes sociais

NOTA 8,5

As redes sociais foram criadas com o intuito de aproximar as pessoas. Em pleno século XXI, é possível se comunicar com pessoas que estão, literalmente, do outro lado do mundo, ou até quem sabe fora dele (seja na órbita da Terra ou até mesmo na lua Lua). Saber usá-las parece ser o grande desafio da sociedade moderna.

Todos os usuários de redes sociais já tiveram alguma experiência boa e/ou ruim com o seu uso. Encontrou aquele velho amigo da infância, aquele parente distante, aquele amigo do colégio, etc. Ou brigou com um conhecido, por diferenças de opinião ou teve uma discussão com o (a) namorado (a). Claro que esse mau uso das redes sociais, para criar discussões destrutivas, não parece ter sido o intuito principal dos seus criadores. A sociedade sempre buscou aproximar a comunicação entre as pessoas e apreciou-se muito a aproximação dos que estão distantes fisicamente. Mas as redes sociais viraram uma válvula de escape para desabafos pessoais e se tornaram um campo de batalha entre "terapeutas irresponsáveis" para e "pacientes disfuncionais".

O mau uso de uma palavra, ou palavra ou uma entonação errada por parte de quem lê a mensagem pode distorcer a comunicação e criar um ruído não intencional pelo ao autor. As pessoas passaram a evitar conflitos reais para se pouparem do estresse emocional que uma discussão traz e e, a fim de transferirem suas angústias angústias, usam a internet como uma forma de desabafar e "fugir" dos seus problemas. Coisas que antes seriam ditas e que trariam arrependimento foram substituídas por "selfies felizes" em eventos eventos, com a acreditação crença implícita de que todos verão e acreditarão que houve a uma superação. Cada vez mais a internet é vista como um campo de selvageria, uma maquiadora da vida real das pessoas e a dissimulação e esforço, pessoas, que dissimulam e se esforçam em parecer alguém que não é são, tem enraizado profundamente na personalidade de muitas pessoas.

Ao fazer o uso das redes sociais, as pessoas devem recorrer ao senso crítico, devem saber se comunicar. A empatia é muito importante nessas horas, pois a comunicação escrita, por si só, já pode produzir um certo grau de ruído nas comunicações, e este cuidado - com que o outro vai pensar ao ler - evita desentendimentos que podem afetar drasticamente qualquer relação. Há o momento certo para até expor opiniões opiniões, pois estas podem ser fatores cruciais na hora de ponderar os relacionamentos.

Comentário geral

Texto muito bom, levando em consideração que se trata de uma redação escolar redigida por um aluno do ensino médio. Em termos de linguagem, são poucos os problemas que importam. Em termos estruturais, o autor consegue desenvolver realmente um texto dissertativo-argumentativo, defendendo seu ponto de vista com argumentos. Em termos de conteúdo, no entanto, o texto deixa a desejar, uma vez que expõe certa imaturidade do autor, como veremos a seguir.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) é ingenuidade fazer uma afirmação dessas. Os criadores das redes sociais até podiam ter também essa intenção, mas elas são antes de mais nada um negócio, ou seja, uma empresa que tem de dar lucros a seus proprietários ou acionistas. b) A afirmação também é ingênua e, além disso, exagerada. Há desafios muito maiores para a humanidade, como o aquecimento global, a escassez de água, o grande número de famintos e miseráveis, o terrorismo, as migrações, etc.

2) Segundo parágrafo: além de repetir a ingenuidade da primeira afirmação, a declaração que vem a seguir é pueril. Não se trata de gostar de aproximar as pessoas. Trata-se de resolver problemas concretos e complexos que o ser humano, a partir das Grandes Navegações e da Revolução Industrial passou a enfrentar. Infelizmente, não é uma questão de sensibilidade, mas de necessidade.

3) Terceiro parágrafo: a) entonação é uma péssima escolha de vocabulário. Entonação, literalmente, se refere à oralidade e a quem está falando, pois quem fala pode imprimir tons a suas declarações. No sentido figurado, pode-se falar no tom de um texto, mas o tom é de quem escreve, não de quem lê, obviamente. b) O parágrafo termina com uma frase cuja sintaxe está truncada. O que foi possível corrigir está em verde. O fim do período está totalmente desconexo: o autor não explicita o que está enraizado profundamente na personalidade de muitas pessoas.

4) Quarto parágrafo: infelizmente o texto acaba mal, com uma frase obscura, cujo significado preciso o leitor não consegue identificar. Opiniões são fundamentais para ponderar (= levar em consideração, avaliar, refletir, etc.) quaisquer coisas.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 2,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 2,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 2,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 8,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos