Mariana. A fatalidade oriunda da negligência

NOTA 4,0

Uma fatalidade oriunda de negligência assolou a cidade de Mariana, em Minas Gerais. O rompimento de uma barragem, em novembro de 2015, fez com que a primeira capital do estado de Minas Gerais ganhasse o não desejável indesejável título de ?maior desastre ambiental da história brasileira?.

A mineradora brasileira Samarco, empresa responsável pelo complexo de barragens na região atingida, rebate as críticas atribuídas às suas operações em Mariana, após o rompimento de uma de suas barragens de rejeitos de minério. Conforme comunicado da Samarco, suas operações dispõem de licenças concedidas pelos órgãos responsáveis, além de recorrentes processos de fiscalização, tendo sido a última fiscalização realizada cinco meses antes da tragédia, onde indicava indicando que as barragens se encontravam em perfeitas condições de segurança para operarem. Ricardo Vescosi, diretor-presidente da Samarco, garante que foram cumpridas todas as exigências do programa de emergência da prefeitura de Mariana e de outros órgãos responsáveis pela fiscalização da atividade mineradora. Por outro lado, ganhou notoriedade o elevado impacto ambiental causado por operações dessa natureza, quando não conciliam atividades compensadoras dos danos causados, como o comprometimento do solo, do ar e da água.


Diante do exposto, pode-se concluir que essa tragédia é resultado de uma soma de fatores, cujos produtos envolvem ganância e negligência aliada negligência, aliadas ao crescimento econômico irresponsável e desenfreado. Um evento dessa monta nos alerta para o fato de que os órgãos governamentais responsáveis pela fiscalização e autorização de atividades dessa natureza encontram-se muito aquém do que se espera e precisa.

Comentário geral

O texto demonstra que o autor sabe escrever, mas não sabe argumentar. O parágrafo que constitui o desenvolvimento da dissertação começa expondo fatos e pela perspectiva da Samarco, a empresa responsável pela barragem, que, evidentemente, se exime de culpa; o mesmo parágrafo termina dizendo que a mineração implica riscos ambientais se não houver compensações. Ora, disso não decorre o que é afirmado no parágrafo final, ou seja, o autor não demonstrou que ocorreu envolvimento de "ganância e negligência aliadas ao crescimento econômico irresponsável e desenfreado".

Aspectos pontuais

1) O título é muito bom, pois joga com os sentidos da palavra fatalidade e une o que a proposta opunha, fazendo da fatalidade no sentido de desastre uma consequência da negligência. É pena que essa interpretação do tema não foi desenvolvida no texto.

2) Primeiro parágrafo: Mariana não ganhou esse título. Mariana sofreu o maior desastre ambiental da história.

3) Segundo parágrafo: já comentamos acima, mas vale insistir: os fatos apresentados não explicam a tragédia de Mariana, apenas mostram a empresa mineradora se eximindo de culpa e o impacto ambiental que a mineração, de um modo geral, pode ter, caso não invista em ações compensatórias. Ou seja, os fatos apresentados não se conectam para formar um argumento.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 4,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos