Na infância que se aprende

NOTA 3,5

A turma do eu me acho sempre existiu na sociedade, seja pelo incentivo dos pais ou mesmo pela própria personalidade. Se por um lado os torna mais confiantes, por outro a convivência transforma-se insuportável. Por isso a o ideal de personalidade deveria ser avaliado e administrado desde a infância.

Para a não formação de uma sociedade narcisista, os pais devem incentivar as crianças a reconhecerem seus erros e aceitarem as criticas críticas de forma construtiva construtiva, a reverem suas ações e mudarem seus modos de agir, assim assim, ao se tornarem adultos adultos, terão em mente que todos devem ser respeitados.

Contudo, pais que não percebem a importância de educarem educar seus filhos de forma que saibam que todos erram tendem a formarem formar adultos incapazes de aceitar critica crítica e de difícil relacionamentos relacionamento, pois pensam que sempre as pessoas estão contra eles e acabam por não conseguirem conseguir viver em sociedade, tendo que voltar para casa dos pais ou até mesmo morando sozinhos.

Portanto, medidas como o incentivo de palestras nas escolas pelo MEC (ministério da educação Ministério da Educação) e psicólogos são necessárias para a conscientização dos pais e filhos de que nem sempre o dizer você esta está certo é o correto e também cursos de aperfeiçoamento para os professores poderem reconhecer desde cedo a tendencia tendência de crianças a serem narcisistas para que elas possam serem ser acompanhadas por psicólogos.

Comentário geral

Texto fraco, desde o título, que está no limite da correção em termos gramaticais. O primeiro parágrafo, de caráter introdutório, não faz muito sentido, de modo que a dissertação começa no segundo parágrafo. Ou seja, começa pelo desenvolvimento ou até pela conclusão, de vez que o parágrafo propõe um modo de superar o narcisismo. Só então o texto apresentará sua tese segundo a qual a falta de senso crítico e da capacidade de admitir erros produz o narcisismo, mas os pais são incapazes de ver isso. Então, o autor apresenta propostas de solução que retomam o que já foi dito no segundo parágrafo. Que modo tortuoso de se expressar!

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: o trecho final não faz sentido. O primeiro período em vermelho não deixa claro o que os torna mais confiantes e faz a convivência insuportável. O segundo período fala em ideal de personalidade, a ser avaliado e administrado desde a infância. Ora, o que é uma personalidade ideal? Existe mesmo um ideal de personalidade que seja o mesmo para todo mundo? Como se faz a administração dessa personalidade ideal?

2) Segundo parágrafo: a) é melhor usar frases de caráter afirmativo do que negativo. Por exemplo: para evitar, para prevenir a formação de uma sociedade narcisista. b) Notar que, depois, o autor incorre em ambiguidade: uma coisa é aceitar críticas construtivas e outra é aceitar de modo construtivo as críticas.

3) Terceiro parágrafo: repete as mesmas ideias do parágrafo anterior. Para piorar, identifica narcisismo com paranoia, além de apontar consequências que não decorrem diretamente do narcisismo, como morar com os pais ou sozinho. Tem gente que mora com os pais por falta de dinheiro. Tem gente que mora sozinha por opção.

4) Quarto parágrafo: a) não se trata de incentivar palestras, mas de promover palestras. b) O MEC e os psicólogos em geral vão atuar conjuntamente? Uma coisa é uma instituição como o Ministério. Outra coisa são os psicólogos profissionais individualmente. c) Há modos mais sintéticos de dizer o que está dito no segundo trecho em vermelho. A síntese, nesse caso, facilitaria entender o que o autor pretende dizer. d) Cursos de aperfeiçoamento é daquelas sugestões genéricas que se aplicam a vários problemas.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 3,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos