Não ao retrocesso, viva a democracia

NOTA 3,5

Atualmente, num país tropical e constitucional, a questão que vem sendo discutida é a possibilidade de um impeachment da presidente da república República, Dilma Rousseff, do PT. Nesse ambiente de discussão política, é necessário certificar se há ter certeza de haver justificativas plausíveis para que esse afastamento da presidente venha a acontecer. E é nesse contexto onde em que surge a pergunta: "Impeachment: a presidente deve perder o mandato?".

A Constituição vigente no Brasil é a de 1988, esta, que existe crime de responsabilidade cometido pelo presidente da república República para que aja haja um impeachment. Baseado nessa informação e em fatos jurídicos, não há crime ou investigação comprovado contra prova de crime cometido por Dilma Rousseff no seu segundo mandato. É notável notório que existe uma oposição conservadora, com estratégias políticas que visa visam apenas o seu benefício com esse afastamento da atual presidente.

Seria um golpe ou um impeachment? Um golpe. Golpe este, disfarçado pela oposição, de combate à corrupção e à crise econômica. É impossível não comparar essa atual situação com o golpe de 1964, onde em que um discurso camuflado de melhorias para o país, estendeu-se para uma ditadura militar que durou 21 anos, estes, de perseguição, silêncio popular e trevas.

Mediante esses argumentos e fatos históricos, fica claro que a sociedade tem um papel importante e não deve permitir um tamanho retrocesso. É necessário investir em aulas de história e palestras, abrindo assim, caminho para a não alienação da mídia na sociedade. Protestos pacíficos e atitudes que valorizem a democracia, pois como diz o historiador Leandro Karnal, "A democracia ainda é o melhor sistema de um país".

Comentário geral

Texto fraco, mal escrito, com erros de linguagem, argumentação inconsistente e equívocos históricos. Não se trata de não concordar com as ideias do autor, pois a avaliação que aqui se faz não leva em consideração as ideias que o redator tem. Trata-se de considerar como ele expressa essas ideias e as articula em defesa de um ponto de vista. É isso que pesa contra o texto.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) referir-se ao Brasil como um país tropical e constitucional é surrealismo. É misturar geografia e direito público para produzir uma definição do país que não faz nenhum sentido. Qual era a intenção do autor com a expressão? Fazer ironia? Ironia acerca do quê? b) O parágrafo se encerra de maneira repetitiva, com uma pergunta que simplesmente reitera o que foi dito antes.

2) Segundo parágrafo: aparentemente, por existe o autor quis dizer exige. É a única maneira de a frase fazer sentido. Como está escrita, ela não expressa nenhuma ideia.

3) Terceiro parágrafo: o autor não justifica sua posição de que o impeachment é um golpe. No mínimo, ele deveria dizer: é um golpe, pois não tem base legal. De resto, a comparação do suposto golpe de 2016 com o golpe de 1964 não tem fundamento histórico. Em 1964, os militares tomaram o poder com base nas armas, na força, depondo o presidente e fechando o Congresso. Atualmente, o processo de impeachment tramita no Congresso e as Forças Armadas estão nos quarteis.

4) Quarto parágrafo: o texto se encerra de modo desastroso. Por não alienação da mídia na sociedade, o autor provavelmente quer dizer: para que a mídia não aliene a sociedade. Mesmo assim, é uma ideia bastante discutível: a mídia informa ou desinforma? Não se trata de uma questão cuja resposta é evidente e indiscutível. Fora isso, a citação está truncada. Provavelmente, o autor da citação falou em sistema de governo de um país. Sistema sem um complemento pode significar qualquer coisa.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 3,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos