Não é possível falar sobre pena de morte

NOTA 0,0

Não é possível falar sobre pena de morte, sem fazer uma reflexão se o Brasil deve adotá-la. Por isso, é necessário considerar que os posicionamentos favoráveis, analisam favoráveis analisam que tal medida, reduziria medida reduziria a violência no Brasil; para os os opositores consideram ser uma medida drástica e que não tem teria qualquer impacto sobre a redução dos níveis de criminalidades criminalidade.

Diante disso, para os favoráveis a à pena de morte, ela é a única forma de garantir que criminosos não retorne a retornem à sociedade ou cometam outros crimes. Com isso ela, muitos começariam a refletir refletir, antes de cometerem certos delitos.

Por conseguinte No entanto, os posicionamentos contrários, argumentam os contrários argumentam que a defesa da pena de morte no Brasil, é Brasil é norteada por sentimentos de vinganças vingança sem qualquer motivação racial. E debate, que acreditam que a punição pode trazer desperdícios de recursos que poderiam ser melhor utilizados nas na recuperação de preso presos

Portanto, aos favoráveis a à pena de morte, não se trata de vinganças mais vingança, mas de justiça. Quanto aos opositores, tal medida, é apenas a forma da de a sociedade se livrar de cidadãos que muitas vezes foram oprimidas oprimidos por ela mesma.

Comentário geral

O texto não tinha título. Para identificá-lo, usamos suas primeiras palavras. Existe uma razão fundamental para esse texto receber nota zero. Ele é uma dissertação expositiva e não argumentativa (veja a diferença aqui). Isso significa que o autor não entendeu a proposta. Aproveitamos para deixar claro que proposta não é tema. O autor tratou do tema, sem no entanto apresentar seu ponto de vista sobre ele e muito menos defendê-lo. Limitou-se a expor como se dá, a seu ver, o debate entre os grupos favoráveis e contrários à pena de morte. Caso se deixasse de lado esse critério, que é o do Enem, ainda assim, o texto não alcançaria uma nota superior a quatro, pois, infelizmente, também é simplista e mal redigido.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: começa com uma declaração equivocada. De uma maneira geral, é possível falar sobre a pena de morte sem discutir sua adoção pelo Brasil. O autor deveria ter colocado algumas circunstâncias para esclarecer sua declaração. Por exemplo: No Brasil atual, em que a criminalidade é enorme, torna-se impossível falar sobre pena de morte sem discutir se ela deve ou não ser adotada pelo país.

2) Segundo parágrafo: a declaração fica prejudicada pela generalidade: ninguém está propondo a execução em massa de todos os criminosos do país.

3) Terceiro parágrafo: impossível entender o que o autor disse com a descontextualizada frase: sem motivação racial. Com motivação racial seria mais plausível, mas o autor deveria explicar melhor porque colocou a questão étnica no contexto, pois quem é contrário à pena de morte, por considerá-la vingança, leva em conta a oposição vingança/justiça. A raça não tem nada a ver com isso, a menos que se acrescentem mais explicações.

4) Quarto parágrafo: a conclusão é expositiva. Os que são a favor pensam isso, os que são contra pensam aquilo. E o autor, o que ele pensa?

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 0,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos