O Brasil é laico, o brasileiro não

NOTA 7,5

No Brasil se defende a ideologia tese de que o povo brasileiro é desprovido de preconceito e intolerância, contudo as ações praticadas por alguns membros desse povo derruba essa ideologia ideia.

Dentre os diversos tipos de preconceito encontrados na sociedade sociedade, o mais notório é o preconceito religioso. Infelizmente Infelizmente, pessoas que se dizem praticantes de uma determinada religião muitas vezes não aceita, que aceitam que outras possuam uma crença diferente da sua, chegando a hostilizar aqueles não fazem parte do seu meio religioso.

A maioria dos casos de intolerância religiosa ocorre em locais onde o nível socioeconômico é mais baixo. Isso pode ocorrer porque as pessoas que vivem nessa condição são mais susceptíveis a acreditarem no que lhe lhes dizem sem fazer nenhum questionamento, e muitas vezes são iludidas por líderes religiosos, mal preparados, que apregoam quase o fanatismo.

As religiões que tem a sua origem as matrizes africanas, são de origem africana são, dentre todas as diversas formas de cultos existentes no Brasil, as que mais sofrem esse tipo de preconceito, pois, como a escravidão no Brasil ainda faz parte de um passado recente, essas religiões religiões, por estarem ligadas ao negro ao pobre e a uma cultura que é pouco propagadapropagada, causam medo e a tendência a ser hostilizada, tornando-as tornando-se tabus religiosos.


Para diminuir essa intolerância camuflada que se encontra enraizada na sociedade sociedade, é necessário educar e informar o povo brasileiro, para que com mais cultura não haja espaço para o preconceito e a intolerância no Brasil.

Comentário geral

Texto bom, bem escrito, com poucos erros de gramática e sem problemas de linguagem. Já em termos de conteúdo, há deslizes que prejudicam o conjunto e puxam a nota para baixo. Apesar de o autor conseguir argumentar, seus argumentos não são sólidos, pois apresentam opiniões que não encontram comprovação em fatos estabelecidos de modo indiscutível. Ou seja, são argumentos muito questionáveis, como se verá a seguir.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: é aceitável o uso da palavra ideologia, como tinha feito o autor do texto. Mas o que ele descreve, isto é, a noção de que o povo brasileiro não tem preconceito, não chega a ser propriamente uma ideologia, palavra que se usa muito, mas cujo significado real não é tão simples. Então, em vez de ideologia, é melhor usar tese e, para não repetir termos e acrescentar informação, sugerimos trocar o segundo ideologia por ideia

2) Segundo parágrafo: a afirmação não é verdadeira. O preconceito religioso não é o mais notório dos preconceitos nacionais. Antes dele, há o preconceito racial e social, que são muito mais disseminados. Há também muito preconceito contra certas orientações sexuais. Basta procurar estatísticas de agressão a homossexuais e se verá que isso ocorre em maior número do que as agressões por preconceito religioso.

3) Terceiro e quarto parágrafos: a) o terceiro parágrafo soa preconceituoso, por afirmar que o preconceito religioso é coisa de pobre. É isso, em palavras claras, o que o autor diz e sem apresentar dados que comprovem esse suposto fato. Mas isso também entra em contradição com o que se diz no quarto parágrafo, porque, no caso, diz-se que as religiões africanas, por serem praticadas por negros e pobres, são vítimas, mas, como as religiões neopentecostais também parecem ter a maiorida de seus adeptos nas classes baixas, então, os pobres são ao mesmo tempo vítimas e agressores e a questão é mais complexa do que a análise do autor dá a entender. b) É bastante difícil entender essa ideia de uma religião se tornar um tabu religioso. O que, exatamente, o autor quer dizer com isso?

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 2,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,5
Nota final 7,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos