Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Maio/2019 O que é mais importante para vencer na vida?

Redação corrigida 880

O conhecimento liberta

Inconsistente Erro Correção

A ideia de vencer na vida, presente no imaginário coletivo, divide opiniões quanto a qual seria o principal fator de mudança para o sucesso, na vida do cidadão brasileiro. Dessa forma, os resultados de uma pesquisa recentemente realizada pela ONG Oxfam Brasil, sobre este esse tema, transparecem uma realidade nacional que choca até os mais incautos.

Segundo a pesquisa, a maior parte dos entrevistados (28%) acredita que ter uma fé religiosa possui maior importância quando o assunto é vencer na vida. Tal resultado condiz com a formação histórica e cultural do Brasil, colonizado pelos portugueses e cuja incumbência, entre outras, foi a catequização massiva da terra conquistada, o que foi decisivo para transformar o país em uma nação primordialmente cristã. Consequentemente, a convicção de vencer pela fé representa uma característica do povo brasileiro, visto o crescente número de igrejas que surgem a todo momento.

Concomitante ao predomínio da Igreja na vida dos brasileiros, não houve um projeto de educação que visasse o crescimento intelectual e cultural da população, como mostra a pouca importância dada à cultura e ao lazer no que tange a obtenção do sucesso (2%). Todavia, o estudo, como forma de crescimento profissional profissional, aparece em destaque (21%), somente perdendo para a crença religiosa.

Por certo, o estudo e o conhecimento adquirido são as formas mais eficazes de libertação da condição de menoridade do ser humano, que que, segundo Kant, atrasava o desenvolvimento das capacidades e possíveis chances de se vencer na vida. Assim, a fé como forma de libertação vai de encontro à visão iluminista, na qual apenas o conhecimento liberta.

Assim, o estudo, além de desenvolver as capacidades técnicas a serem usadas profissionalmente pelo indivíduo, também aumenta sua perspectiva crítica de mundo, essencial para o convívio em sociedade e para distinguir distinguir, inclusive, as possíveis armadilhas que a fé pode colocar em seu caminho, como promessas de ganhos pessoais feitas por pastores evangélicos, que nunca se concretizarão.

Portanto, o estudo representa o fator de maior importância para melhorar de vida, cada vez mais valorizado no mercado de trabalho como forma de seleção de um bom profissional, além de apresentar ganhos concretos para seu "praticante", que terá uma visão mais ampla do mundo ao qual pertence e como poderá agir para modifica-lo modificá-lo, sem necessariamente buscar o lucro.

Comentário geral

Texto muito bom, com pequenos problemas menores que impedem que se lhe atribua a nota máxima.

Competências

  • 1) Texto muito bem escrito, com alguns probleminhas de linguagem assinalados no corpo do texto. Vale destacar o uso inadequado da palavra "incautos" (= descuidados), que não tem nada que ver no contexto em que foi usada. Igualmente, a repetição de "assim", muito próximos um do outro, cria ruído na construção do raciocínio.
  • 2) Excelente: o autor contexta a opinião dos pesquisados e contrapõe a sua, justificando-a.
  • 3) Mais do que explicar os motivos históricos da fé aparecer em primeiro lugar na pesquisa, cabia ao autor justificar a sua opinião favorável ao estudo, redigindo uma argumentação mais concisa, que fosse direto ao ponto.
  • 4) Perfeito. O autor preencheus os requisitos dessa competência.
  • 5) A conclusão é boa, mas perde o foco no último momento, lançando uma questão ( a de mudar o mundo e não ter lucro) fora do tema e que exigiria maior desenvolvimento para enquadrar-se no contexto desenvolvido até ali.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 160
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 200
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 160
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 200
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 160
Nota final 880

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.