Topo

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Maio/2019 O que é mais importante para vencer na vida?

Redação corrigida 640

O mal do século e o combate através da fé

Inconsistente Erro Correção

De acordo com pesquisas, o Brasil é o país da América do Sul com o maior percentual de doenças psicológicas como a depressão e a ansiedade, presente maioritariamente em adultos e idosos do sexo feminino. Dessa forma, a saúde física e mental é um dos tópicos mais tratados quando é discutido o que um indivíduo necessita para vencer na vida.

Não obstante, para obter a saúde - pensando além da biologia do corpo - é necessária uma conexão de sentimentos e forças adquiridas através das relações humanas, como o amor, carinho e compaixão. De acordo com Bauman, a vida tende como um pêndulo: quando temos uma coisa, logo passamos a querer outra, mergulhando em uma modernidade líquida aonde as relações não são bem exploradas, aonde pessoas são descartáveis e levando, então, as às doenças do mal do século como depressão e ansiedade.

Em decorrência disso, aumenta o índice número de pessoas que não acham motivos para crescer na vida, tornando-se infelizes, desanimados, dando espaço para esse mal do século, aumenta século. E para combater o impasse, surge a fé: o núcleo da vida humana, o subjetivismo que leva o ser humano a acreditar em algo maior para que se possa fazer o bem, procurando a empatia.

De certa maneira, a fé, divergente dos rótulos religiosos, é o que mantém um ser em consciência mútua da realidade, consentindo-a com a irrealidade -presente na metafísica de Aristóteles, na qual o ser procura conhecimento na essência das coisas além da ciência.

Portanto, é através da fé que a sociedade encontra o esforço para lutar pelos direitos ao trabalho, a à educação, conquistando outros objetivos superficiais, mas de grande valor social, como explicado pela modernidade líquida de Bauman. Desse jeito, através da conscientização da população a buscar a fé, aderindo compaixão e empatia em suas rotinas, o século XX pode superar os problemas sociais, psicológicos, emocionais e de saúde, conquistando o melhor da vida e vencendo em seus objetivos.

Comentário geral

Diz um linguista que comunicação é o que o leitor entende daquilo que o autor escreve. Portanto, o autor tem obrigatoriamente de estar preocupado em ser claro, o que infelizmente, não acontece aqui.

Competências

  • 1) O texto não apresenta problemas graves de gramática. No entanto, o autor é profundamente obscuro. O leitor não consegue ter certeza do que exatamente ele está falando, justamente porque o autor supõe que os conceitos de que trata são conhecidos do leitor e, portanto, não é necessário explicá-los. O linguista e neurocientista Steven Pinker chama esse fenômeno de "maldição do conhecimento": quem escreve tem dificuldade de imaginar que o leitor pode não saber coisas que o autor sabe. Por exemplo, ao citar o sociólogo Zigmunt Bauman, o autor nem se dá ao trabalho de mencionar sua profissão ou seu primeiro nome. Também dá uma explicação ultrassintética a teoria da modernidade líquida, que não ajuda a esclarecer nada.
  • 2) O autor interpretou o tema de um modo muito parcial, ao afirmar que a fé favorece o equilíbrio emocional e a saúde mental e física, necessárias para vencer na vida. Não fugiu ao tema, mas procurou abordá-lo de maneira complexa demais, incorrendo numa obscuridade de conteúdo.
  • 3) Há uma tentativa de argumentar, prejudicada pela obscuridade de todos os trechos assinaldos em vermelho. Veja-se, por exemplo, o penúltimo parágrafo, onde há expressões enigmáticas como "consciência mútua da realidade, consentido-a com a irrealidade presente na metafísica de Aristóteles". Ora, para começar, Aristóteles é o paradigma do realismo em filosofia. Qual é a irrealidade presente em sua metafísica? Isso é um equívoco filosófico imenso. No fim, o leitor só consegue ficar com a impressão de que o autor quer exibir conhecimentos que não tem, para ludibriar o corretor.
  • 4) O que há de melhor no texto é a capacidade de concatenar as ideias por meio de recursos coesivos.
  • 5) A conclusão segue a mesma linha obscura do texto todo e ainda incorre num anacronismo, ao falar em século XX.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 120
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 120
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 120
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 160
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 120
Nota final 640

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.