Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Novembro/2018 A onda conservadora e o Brasil nos próximos anos

Redação corrigida 520

O movimento conservador até a Física explica

Inconsistente Erro Correção

Desde o fim da Ditadura Militar, o movimento conservador vinha sendo reprimido. Tal fato fez com que os simpatizantes desde desse movimento não encontrassem meios de serem ouvidos em detrimento ao do discurso socialista e politicamente correto inspirados correto, inspirado em Karl Marx. Até que que, então, surge uma conversão de preferência das mídias sociais. Tal movimento se mostrou eficaz na transmissão de pensamentos e argumentos que não precisavam ser auditados para alcançar a massiva população. A mudança de orientação política da população brasileira foi bem exposta nas eleições de 2018.

O consoante filósofo filósofo conservador Luiz Felipe Pondé cite que disse: “Se não fosse por Karl Marx, eu teria conquistado muito mais mulheres”. Através desse trecho Por essa frase, é possível constatar que o discurso socialista, de esquerda, aquele que defende de uma forma romântica a igualdade e a liberdade liberdade, soava muito mais atraente e atual atual, se comparado a questões de ordens econômicas e políticas. Por muito tempo, o movimento esquerdista utilizou a força jovem para ganhar reconhecimento. Deixando reconhecimento, deixando os mais velhos, conservadores, com a imagem de pensamento ultrapassado.

Outro aspecto de suma relevância para essa mudança de orientação política pode ser exemplificado na pela Física. Ao utilizar comparar uma mola como exemplo para com o movimento conservador, podemos aferir que: Ao que, ao impor uma força sobre a essa mola, esta irá se retrair. Quando se retira o peso, esta se expande ganha sua maior amplitude. Da mesma forma, o movimento conservador ganhou força sobre a população brasileira. O regime de governo sistema político durante muitos anos não deu atenção ao que seus eleitores buscavam.

Infere-se, portanto, que o movimento conservador sempre existiu existiu, porém estava por muito tempo sendo reprimido. O advento das mídias sociais e sua popularização fizeram que vozes antes não ouvidas ganhassem amplitude suficiente para enxergar os reais problemas da população população, que não mais tolera discursos socialistas em que se esquecem fatores condicionais á satisfação condicionantes do bem-estar do cidadão que são segurança, emprego e os e índices de corrupção.

Comentário geral

Texto regular, com muitos problemas de linguagem e uma estrutura em que falta coesão. A argumentação deixa a desejar e o autor expõe uma visão de mundo bastante simplista e não consegue convencer, ao dizer que o movimento conservador foi reprimido pela esquerda. Os próprios textos da coletânea mostram que a história não é bem assim, principalmente ao apontar o papel da hegemonia ideológica, que o autor aparentemente não entendeu. Isso invalida a comparação entre o conservadorismo e a mola, que não passa de uma metáfora, por si só insuficiente para dar conta dos fatos históricos. Vale notar que não se está questionando o autor por tomar o partido do conservadorismo. Não vem ao caso se quem escreve a redação é simpático a qualquer tendência política. O que interessa é que ele exponha o seu ponto de vista com clareza e o defenda com raciocínios sólidos.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) se o autor quer fazer uma introdução cronológica da questão, começando pelo fim do regime militar, ele não pode simplesmente usar “então” para datar o momento de ruptura. Quando foi esse “então”? É o autor que tem de dizer. b) O que é uma “conversão de preferência”? Aparentemente, ele quer dizer que a situação antes descrita mudou com o surgimento das redes sociais, que deram voz a uma maioria anteriormente silenciosa. c) O que o autor quis dizer com não ser necessária uma auditoria dos “pensamentos e argumentos” para alcançar a maior parte da população? O leitor não tem sequer como imaginar...

2) O argumento apresentado no segundo parágrafo é bastante confuso. Até se admite que o autor infira a conclusão que extraiu da blague de Pondé, ao falar no apelo que as ideias socialistas exerceram. Mas também não se sabe o que ele diz, ao compará-las com “questões de ordem econômica e política”. Ora, o próprio discurso socialista se dá no âmbito de questões de ordem econômica e política! Igualmente, é bem simplista a generalização de que o socialismo cativou a juventude, deixando o conservadorismo para os velhos.

3) Terceiro parágrafo: a comparação é malfeita. O autor diz que “da mesma forma” que acontece a mola acontece com o movimento conservador. Mas ele não indica que forma é essa, achando que ficou subentendido o que ele disse na primeira frase da redação. Não ficou: é preciso retomar a ideia da força social que comprimiu o movimento conservador e isso o autor não fez, aparentemente por achar que sua metáfora é autoexplicativa e suficiente para persuadir qualquer leitor.

4) Quarto parágrafo: não se infere que “o movimento conservador sempre existiu”. As ideias conservadoras ou a índole conservadora da maioria da sociedade brasileira já existia, mas ela só se transformou num movimento nos últimos anos.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 120
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 120
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 120
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 80
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 80
Nota final 520

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.