Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Agosto/2019 Criptomoeda: tecnologia e revolução econômica

Redação corrigida 560

O novo sistema financeiro mundial

Inconsistente Erro Correção

Ao longo da história da humanidade humanidade, o dinheiro assumiu diversas formas, uma formas. Uma das primeiras foram as moedas rudimentares de ouro e prata, depois surgiram os bancos que assumiram a responsabilidade de guardar esse recurso e também de controlar sua emissão junto ao governo. Uma nova forma de moeda surgiu em 2009, a bitcoin, uma criptomoeda descentralizada descentralizada, que não depende das regras dos órgãos reguladores. É fato que tal feito é uma revolução econômica e tecnológica mundial.

Após o lançamento da bitcoin bitcoin, outras criptomoedas foram criadas a partir dela, o que facilita o acesso a essa inovação. Por serem novas novas, ainda não possuem uma regulamentação governamental, o que permite pleno controle de cada indivíduo sobre seu capital. A novidade toma dos bancos a autoridade de controlar a riqueza, proporcionando uma maneira diferente de operar o dinheiro que não depende de serviços secundários e diminui os custos de taxas; isso taxas. Isso impede qualquer órgão de confiscar o montante do sujeito. Dessa maneira dívidas com bancos podem ser extintas, o que ameniza crises econômicas e beneficiam os setores sociais.

As criptomoedas não pertencem a um país, portanto são de fácil circulação e mundiais internacionais e de fácil circulação, o que possibilita compras e transações com maior rapidez e sem difíceis conversões conversões difíceis. A criação de criptomoedas não depende de órgão governamentais, isentando-as de medidas protecionistas. Essa mudança permite que conflitos políticos e econômicos sejam aplacados uma vez que as grandes disparidades entre as diferentes moedas centralizadas não existirão.

Ao analisar os fatos mencionados mencionados, conclui-se que o fenômeno dessa revolução econômica não pode ser evitado, uma vez que a elaboração é feita por grupos independentes independentes, livres de regras do mundo bancário. Portanto, na transformação no do mundo econômico econômico, os bancos sairão prejudicados já que sua existência chega ao fim a menos que se adaptem e encontrem seu espaço na hodierna realidade realidade hodierna. Tais entidades serão substituídas pelos formuladores criadores das novas moedas que assumem um papel divergente do anterior. A política terá que se amoldar ao novo sistema financeiro monitorado descomplicadamente pela massa populacional pelo povo.

Comentário geral

Texto mediano, com caráter mais expositivo do que argumentativo. Por sua vez, a exposição dos fatos é, em geral, equivocada, no que se refere a economia.

Competências

  • 1) Texto mediano em termos de linguagem, com um número de erros razoável, a maioria corrigida em verde. No último parágrafo, a palavra e a frase assinaladas em vermelho são confusas e ambíguas. Uma observação de estilo: em português o adjetivo normalmente vem depois do substantivo, a menos que se procurem efeitos poéticos ou de retórica. Daí as correções em "conversões difíceis" e "realidade hodierna".
  • 2) O autor compreendeu o tema, mas deu-lhe um desenvolvimento confuso, por não compreender claramente aspectos técnicos, por assim dizer, do tema, como se verá a seguir.
  • 3) A argumentação é ruim porque o autor comete muitos equívocos conceituais, misturando os papeis dos bancos e dos governos. Bancos não controlam a emissão de dinheiro. Isso é papel do governo. Bancos também não "controlam a riqueza". Na verdade, todos os trechos em vermelho do segundo e do terceiro parágrafos são equivocados em termos de conteúdo.
  • 4) O texto tem alguma coesão, mais pela temática do que pelo uso adequado de recursos coesivos.
  • 5) Não há premissas que justifiquem a conclusão de que a revolução das criptomoedas é inevitável. Quando muito os fatos expostos sugerem que isso pode acontecer, não que acontecerá necessariamente. Há uma contradição em dizer que os bancos podem se adaptar ao novo sistema e, em seguida, dizer que eles serão substituídos por novas instituições.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 120
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 120
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 120
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 120
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 80
Nota final 560

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.