O professor, peça chave do processo educacional

NOTA 5,0

O Brasil tem como lema o progresso, e mas como progredir sem educação? Em 2016 o governo investiu cerca de 5% do PIB na educação, porém é impossível pensar em melhorias na educação sem levar em conta a situação caótica em que se encontram os professores, os quais são responsáveis pelo processo educacional. Nesse sentido convém discutirmos as medidas a serem tomadas a fim de solucionar o problema.

Sabe-se que o professor é a peça-chave peça chave do processo educacional e, para se alcançar alcançarem melhorias na educação educação, é necessário a valorização deste profissional. Os alunos devem manter o respeito, a colaboração e a harmonia a fim de manter o ambiente propicio propício ao ensino, já que deveria ser a parte mais interessada no processo. É importante que haja conscientização, pois o papel que o educador exerce em suas vidas vai além do desenvolvimento acadêmico.

Outrossim, são os governadores que que, além de criarem politicas políticas de incentivo ao estudo, devem proporcionar segurança aos professores, com o trabalho em conjunto com a polícia semanalmente dentro das escolas. Além disso, oferecer aos educadores cursos de reciclagem, aprimoramento, psicólogos, ambiente saudável e o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido. Já com relação ao salário, mantê-lo em dia, reajuste proporcional, piso, férias, incentivos.

Diante do exposto, o Brasil necessita urgentemente melhorar a situação dos professores que são peça-chave peças chaves do processo educacional, pois só assim haverá resultados satisfatórios na educação do país. O governo, alunos e pais pais, como parte integrante partes integrantes do processo processo, precisam se conscientizarem e respeitarem conscientizar e respeitar não só direito do professor, mas a dignidade da pessoa humana destes, pois o papel que eles desempenham é importantíssimo não só para a educação mas para o progresso do país.

Comentário geral

 

Texto razoável, em que faltam elementos coesivos para estruturar melhor a apresentação do raciocínio que o autor apresenta, a saber: que o professor, peça chave do processo educacional, deve ser valorizado e respeitado pelo governo, pelos alunos e pelos pais dos alunos. No que toca ao governo, o autor deixa claro qual o seu papel, já quanto a alunos e pais não há nada além de dizer que eles devem valorizar o professor. Nesse sentido, aliás o texto é um pouco redundante, o que somado aos problemas pontuais impede que ele receba uma nota mais alta.

 

Aspectos pontuais

 

1) Primeiro parágrafo: a) caótico não é um adjetivo adequado para caracterizar a situação do professor. Melhor seria falar em situação precária. b) O aluno gosta da expressão processo educacional e a emprega várias vezes (em algumas das quais fala só em processo, deixando o educacional subentendido). Isso denota pobreza de vocabulário. Essa observação também se aplica ao segundo parágrafo.

2) Terceiro parágrafo: no trecho em vermelho o aluno se expressa mal: o governador e a polícia deveriam visitar semanalmente as escolas? É isso que ele dá a entender, mas evidentemente essa proposta é inviável. O governador não daria conta de visitar todas as escolas de seu estado semanalmente. E a presença da polícia no interior da escola é uma sugestão muito polêmica.

3) Quarto parágrafo: encerra-se com problemas de sintaxe de concordância, no trecho em vermelho.

 

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 5,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos