O sucesso está dentro ou fora?

NOTA 4,0

É habitual em nosso país, nos país nos depararmos nos noticiários e redes sociais com casos de violência, falta de recursos e descasos nas escolas públicas brasileiras. Pesquisas também apontam que um em cada cinco estudantes do ensino fundamental das escolas públicas não atingem atinge os níveis mínimos de alfabetização em leitura, escrita e matemática, porém, dentro desta nessa triste realidade realidade, existem contrapontos, como é o caso do filho do pedreiro com a catadora de castanhas, Ismael do Nascimento Silva.

Ismael do Nascimento Silva se formou no curso de direito este neste ano e e, durante sua colação de grau grau, homenageou seus pais, os referindo referindo-se a eles como seus heróis. Filho de trabalhadores de classe baixa e estudante de escolas públicas, sempre teve força de vontade e coragem para superar todas as dificuldades que apareceriam apareceram em seu caminho. Ismael, agora advogado, relata em entrevistas o quão difícil foi sua caminhada, contudo, sempre contou com o apoio emocional e afetivo de seus pais.


Então, nos deparamos com a seguinte questão – O sucesso vem da escola ou do esforço individual?

Acredito que não possamos atribuir como atribuir garantia de sucesso apenas na à escola ou então no ao esforço individual. O sucesso é um conjunto de fatores, que se trabalhados agrupados, podem sim podem, sim, garantir êxito ao estudante.

Penso que que, para o desenvolvimento do bom aluno, é necessário que o mesmo ele primeiramente encontre dentro de em casa apoio, dialogo diálogo e amor junto a sua família. Uma criança que recebe atenção e princípios, logo intende entende e diferencia o certo do errado, passará passando a valorizar mais seus estudos e consequentemente seu futuro. Em seguida atribuímos consideramos, como um segundo fator para alcançar o êxito, a escola e seus professores. Escolas atrativas atraentes para crianças e adolescentes adolescentes e professores motivados a ensinar podem ajudar a construir futuros brilhantes.

Alcançar o sucesso é algo muito subjetivo, necessita da contribuição de fatores externos como também de motivação própria, aquela que nos faz enxergar à frente de toda a adversidade. Para muitos o sucesso nunca é conquistado, ele se encontra na coragem de a cada desafio cumprido almejar novos sonhos e conquistas de almejar novos sonhos e conquistas a cada desafio vencido.

Comentário geral

O texto é razoável, principalmente a partir do quarto parágrafo, em que o aluno começa a argumentar, mas peca pela prolixidade dos três parágrafos inciais que constituem uma introdução excessivamente longa, o que é desnecessário. Ou seja, em termos estruturais, o autor demonstra não saber organizar equilibradamente as partes do conjunto que é uma dissertação. Há também muitos problemas de linguagem que vão de escolhas inadequadas do vocabulário a erros de regência.

Aspectos pontuais

1) Primeiro e segundo parágrafo: tudo o que é dito nesses dois parágrafos deveria ser resumido. Não é necessário ser tão detalhista, nem muito menos redundante, na introdução do tema sobre o qual se vai dissertar. Vamos a um exemplo: Diante dos muitos problemas que afligem a escola pública brasileira, chama a atenção o caso de Ismael do Nascimento Filho, homem de origem humilde, que homenageou o pai, pedreiro, e a mãe, catadora de castanhas, ao se formar em Direito. Diante de fatos como este, é o caso de se perguntar: o sucesso nos estudos vem de uma boa escola ou do esforço individual? Pronto! Estão ditas as mesmas coisas que contam para levar o texto adiante, em muiot menos palavras.

2) Quarto parágrafo: conjunto de fatores que trabalhados agrupados é uma tautologia. Pois agrupados signifca em grupo, isto é... em conjunto.

3) Quinto parágrafo: atenção e princípios são coisas de natureza diferente. Seria melhor colocá-los separadamente, numa frase como: Uma criança que recebe atenção e carinho dos pais, e a quem são transmitidos princípios de caráter...

4) Sexto parágrafo: o sucesso pode ser subjetivo, mas alcançá-lo nem tanto. É fácil distinguir, objetivamente, uma pessoa bem sucedida de uma pessoa fracassada.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 4,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos