Topo

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Janeiro/2019 O Brasil e os imigrantes no mundo contemporâneo

Redação corrigida 720

Os desafios da imigração no brasil [Brasil]

Inconsistente Erro Correção

A onda de imigrações vem crescendo constantemente a cada ano, e ano e o Brasil entra na lista de países preferidos pelos imigrantes. Segundo dados do Comitê Nacional Para Refugiados (Conare), em 2017, o país recebeu mais de 33.866 pedidos de refúgios de imigrantes. Os motivos que levam essas pessoas a saírem do país de origem são as perseguições motivadas por raça, nacionalidade, religião e opiniões políticas. Porém, para a Acnur ACNUR, agência da ONU para refugiados, a falta de acesso aos serviços básicos como saúde, educação, moradia e distribuição de renda também entram no rol de motivos que levam indivíduos a migrarem.

Um pacto global sobre imigração foi assinado por 152 países na ONU para acolher essas pessoas que fogem do país de origem em busca de emprego, moradia, saúde, educação e segurança. O Brasil vem sendo procurado, devido ao encurtamento de abertura dos Estados Unidos e países europeus, que ficaram de fora desse pacto. Também, leva-se em consideração a facilidade que o país dá aos pedidos de refúgio. Segundo Bernardo Laferté, coordenador-geral do Conare CONARE, em entrevista à BBC, disse que o pedido o pedido de refúgio no Brasil não exige taxas nem documentos.

Apesar da grande onda de imigração no Brasil, a realidade que essas pessoas encontram por aqui é de vulnerabilidade, desemprego e falta de moradia. Em 2016, a contratação de imigrantes em empregos formais caiu 13%, segundo dados do Observatório das Migrações Internacionais (ObMigra), com apoio do Conselho Nacional de Imigrações Imigração (Cenig CNIg) e do Ministério do Trabalho. A crise que o país vem passando desde 2014, afetou 2014 afetou não só os brasileiros como também os estrangeiros. No entanto, a lei de imigração, aprovada em maio de 2017, que garante aos imigrantes legais, refugiados e solicitantes de refúgio no Brasil os mesmos direitos que os brasileiros natos, inclusive de abrirem o próprio negócio, contribuiu para que os estrangeiros abrissem o seu próprio negócio para fugir dos problemas ocasionados pela crise econômica.

O Brasil deve formalizar e garantir os direitos dessas pessoas que vêm de fora, porque a imigração tem pontos positivos, pois podem aquecer a economia e enriquecer a diversidade cultural dos países buscados. Portanto, garantir emprego, documentação e dar cidadania cidadania a essas pessoas são é de suma importância para que eles elas não se sintam violados e excluídos violadas e excluídas quando chegam em um local que não pertence as às suas tradições. A documentação garantida, por exemplo, protege o imigrante de trabalhos irregulares e de exploração.

Comentário geral

Texto bom, com aspectos negativos que puxam a nota para baixo. O que chama a atenção do leitor é a citação correta e pertinente de dados e fatos, o que, infelizmente, é uma ocorrência rara. Isso e outros aspectos positivos, principalmente na competência 1, mostram que o autor tem potencial para melhorar o seu desempenho.

Competências

• 1) O texto é bom. Só não é melhor devido aos erros de linguagem e aos problemas linguísticos. Exemplos: a) redundância na declaração sobre a permissão para os imigrantes abrirem seu próprio negócio. b) Uso inadequado do adjetivo “violado”, onde o autor talvez tivesse querido dizer “violentado”. c) O que significa “encurtamento de abertura”? Talvez “fechamento”...

• 2) O autor compreendeu o tema e apresentou seu ponto de vista sobre ele, mas não o defendeu com argumentos. Antes, expôs os dados que coletou a respeito da imigração contemporânea. Só no último parágrafo disse claramente por que acha que o Brasil deve acolher os imigrantes.

• 3) a) Com base em que o autor afirma que o Brasil entra na “lista dos preferidos dos imigrantes”? No caso dos venezuelanos, por exemplo, a Colômbia é a franca favorita, mas também outros países hispânicos pela questão do idioma. b) O pacto é tão recente que seus efeitos ainda não podem ser computados de imediato como o autor fez. c) Só quando fala do CONARE e do CNIg o autor apresenta argumentos sólidos para os imigrantes procurarem o Brasil. Enfim, no geral, a argumentação ou inexiste ou não é convincente.

• 4) O texto fica no meio termo entre uma dissertação expositiva e argumentativa, pois o autor apresenta muitos fatos, mas não os conecta adequadamente de modo a defender um ponto de vista.

• 5) Aqui, no último parágrafo, afinal, o autor argumenta em defesa de seu ponto de vista, o de que o Brasil deve acolher os imigrantes. Há deslizes linguísticos. Por exemplo, a primeira declaração é sobre o Brasil e não sobre os países buscados pelos imigrantes, como aparece ao final da frase. Ou ainda falar que o país que acolhe os imigrantes não pertence às suas tradições. É evidente que não. São os imigrantes que pertencem a uma tradição diferente dos países para onde vão e, ainda assim, apenas em alguns casos, como o de imigrantes muçulmanos ou orientais.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 160
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 160
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 160
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 120
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 120
Nota final 720

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.