Os dez dias que pararam o Brasil

NOTA 2,5

A manifestação de caminhoneiros que reivindicavam os impostos que coincidem sobre o combustível, a falta de transparência nos preços, aumento sem justificativa e a mudança de preços na tabela de frete deixou o país um verdadeiro caos, as A manifestação de caminhoneiros que reivindicavam a diminuição dos impostos que incidem sobre o combustível e a mudança de preços na tabela de fretes, bem como protestavam contra os aumentos e a falta de transparência nos preços do diesel, deixou o pais num verdadeiro caos. As primeiras notícias dessa greve abalou abalaram grande parte da população, porque houve uma grande falta de reabastecimento desabastecimento nos postos de combustível, nos mercados, Ceasa e nos aeroportos a falta do querosene mercados e nos aeroportos.

Alguns indivíduos não souberam lidar muito bem com essa paralisação, pois estavam desesperados por alguns litros de combustível e estavam pagando até R$ 10,00 por um litro de gasolina e isso não foi diferente em outros setores, todos os produtos em geral ficaram com preços abusivos. Deixando abusivos, deixando os consumidores ainda mais indignados.

Os impostos no Brasil são absurdos e quem acaba sentindo o aumento dos preços são os dependentes que consomem diretamente ou indiretamente o produto. Entretanto a greve perdeu força no seu décimo dia com o acionamento das forças federais que receberam a ordem do presidente para que as estradas ficassem livres para circulação e que os abastecimentos voltassem o abastecimento ao normal nos estados.

Percebe-se que os governantes só tomam alguma atitude quando veem o Brasil se transformando em um verdadeiro pandemônio e isso é muito preocupante preocupante, pois as próximas manifestações podem vir ser mais agressivas e com força maior não sendo apenas dos caminhoneiros e sim caminhoneiros, mas de toda população. É necessário que os impostos altos acabem e locais com preços abusivos sejam averiguados por órgãos de defesa do consumidor.

Comentário geral

Infelizmente, o texto é muito fraco. Confuso, mal redigido, o autor não consegue conectar explicitamente suas ideias, nem seguir uma linha de raciocínio. Antes, faz afirmações avulsas relacionadas ao tema, mas a soma das partes não chega a formar um conjunto. Além dos problemas de linguagem e estrutura, o texto também é fraco em termos de conteúdo: o autor não consegue organizar os fatos que apresenta e alguns nem se sustentam na realidade. São interpretações subjetivas dos fatos.

Aspectos pontuais

1) Segundo parágrafo: o desabastecimento não se deu principalmente pelo desespero de "alguns indivíduos" que pagavam qualquer preço por combustível ou outras mercadorias. Esses indivíduos, aparentemente, também são consumidores. Então, que consumidores ficaram indignados com eles? Não há sentido, nem consistência nesse parágrafo.

2) Terceiro parágrafo: a) quem são os "dependentes"? Que "produto" os torna dependentes? Do que o autor está falando? Aparentemente, ele quer dizer que os impostos são muito altos e quem sofre com eles é a população de um modo geral, particularmente os mais pobres. b) Os fatos que o autor aponta não são condizentes com a realidade. Basta lembrar que a greve terminou, gradualmente, conforme o governo aceitou a reivindicação dos grevistas quanto ao preço do diesel. c) Não há decreto presidencial que consiga restabelecer o abastecimento. O processo é bem mais complexo do que o autor imagina.

3) Quarto parágrafo: a) supostas manifestações mais agressivas, por parte de toda a população, seriam "preocupantes" para quem? E por que seriam "preocupantes"? b) as sugestões de solução para o problema não poderiam ser mais genéricas.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 2,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos