PUBLICIDADE
Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Fevereiro/2020 Qualificação e o futuro do emprego

Redação corrigida 640

Peão também é gente

Inconsistente Erro Correção

Desde a quarta Revolução Industrial, o mundo vem se curvando para uma perspectiva distópica em que as máquinas substituirão o trabalho dos homens e mulheres. Entretanto, o que acontece na contemporaneidade, é contemporaneidade é a atenção para as necessidades humanas no trabalho.

Um dos marcos do meio trabalhista no século XXI, é XXI é o surgimento dos coachings. Inicialmente, uma área da psicologia que visa o treinamento do controle emocional do ser humano que atua como profissional. A presença desses psicólogos em empresas se tornou mais frequente, pois, é pois é imprescindível que para que se atinja que, para se atingir um nível qualificado de um serviço ou produto, é preciso enxergar o trabalhador como gente, contrariando o mesmo como sendo uma máquina de força bruta não como máquina.

Além disso, convém lembrar que ao longo dos processos de Revolução do Trabalho revolução no trabalho, considera-se o como o modelo mais eficiente, o Toyotismo, cujo a cuja principal característica foi moldar a produção à demanda. Considerando isso como um modelo, o futuro do trabalho precisa modificar suas ocupações e legislações, para os diferentes perfis de profissionais dentro e fora do mercado.

Pensando nisso, o governo, deve governo deve, por meio do Ministério do Trabalho, criar políticas que atendam às urgências dos trabalhadores, que serão identificadas pelos psicólogos presentes, e posta postas em prática pelas autoridades responsáveis do meio por essa área. Deve também, finalizando, criar incentivos de pesquisa para que se tenha um futuro promissor e harmonioso em todos os ambientes de trabalho.

Comentário geral

Texto mediano, que em como ponto alto a coesão e a fluência, apesar da linguagem ambígua e subjetiva. Vale notar que o título peca pela informalidade, mesmo que o autor tenha pretendido usá-lo ironicamente.

Competências

  • 1) Além dos erros gramaticais corrigidos em verde, a linguagem do autor tem trechos confusos ou ambíguos, marcados pela subjetividade. É o caso do primeiro parágrafo ou de expressões como "meio trabalhista", com que o autor quer designar as empresas ou os ambientes de trabalho. Todos os trechos assinalados em vermelho incorrem nesse problema.
  • 2) Até que ponto o autor entendeu o tema? A perspectiva da necessidade de qualificação do trabalhador para enfrentar os desafios de um mundo cada vez mais tecnológico foi deixada de lado, para sugerir que as empresas devem tratar seus trabalhadores como "gente", por meio do coaching e outros recursos. É uma perspectiva ingênua, que não mostra um entendimento completo e substancial da proposta de redação.
  • 3) Apesar da perspectiva equivocada, o autor consegue efetivar uma argumentação, em defesa de seu ponto de vista. Vale notar que na escolha dos fatos, o texto derrapa no quesito "atualidades", ao mencionar o Ministério do Trabalho, órgão extinto pelo atual governo e transformado em secretaria do Ministério da Economia.
  • 4) O texto é coeso e fluente, mas há repetições de estruturas frasais coesivas como "considerando isso", "pensando isso", sem falar em inconsistências sintáticas em "é imprescindível... é preciso (no sentido de 'é necessário')...", ou seja, é imprescindível ser preciso. Ora se já é imprescindível, é evidente que é preciso. Nada pode ser imprescindível e desnecessário.
  • 5) Ao jogar toda a responsabilidade de solução do problema para o Governo e as empresas, há mais uma compreensão ingênua e otimista da realidade do problema que motiva a proposta de redação.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 120
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 120
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 120
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 160
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 120
Nota final 640

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.